Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Gravidez na adolescência um drama real

Posted in Comportamento by micheletavares on 07/12/2010

 

mãe adolecente Géssica Santos

O grande drama de ser mãe na adolescência

Por: Lenaldo Severiano

Uma entre cinco mulheres são mães antes do 18 anos, hoje em dia não é raro ver uma menina de 13 ou 14 anos grávida do primeiro filho, onde a jovem vai sofrer diversas transformações físicas. Onde elas perdem parte da adolescência e precisam amadurecer muito cedo, a parte da fantasia e do faz de conta desaparece na hora do parto e dá lugar ao medo, a angústia e a rejeição. Um filho precoce só vai atrapalhar os planos da jovem, por vez elas abandonando os estudos ou adiam um sonho que não acabe se realizando sendo uma frustração na vida de uma adolescente já que elas têm a responsabilidade maior na hora de lhe dar nessa nova fase de planejar os seus sonhos daqui por diante. O uso de contraceptivos é necessário para que essas meninas não passem por certos desconfortos no futuro como uma gravidez precoce.

 O apoio e a conversa é a melhor forma a ser feita nesse momento foi o que aconteceu Géssica Santos de 17 anos que mora no bairro Palestina localizado na cidade de Aracaju, onde ela contou um pouco de sua trajetória  de vida quando ficou grávida de um rapaz de 19 anos e que não quis assumir esse filho e ela teve que lhe dar com a conseqüência de cuidar de uma criança sozinha, somente com ajuda de seus pais.

Géssica, qual a sua reação com a descoberta da gravidez?

 Foi uma bomba relógio quando descobrir que estava grávida e sem saber o que fazer, tentei abortar antes que alguém soubesse que estava grávida.

Qual a atitude dos seus pais quando souberam que você estava grávida?

Foi muito difícil para meus pais saberem que eu estava grávida aos 15 anos, meu pai queria me colocar para fora de casa e minha mãe concordou com ele e disse que teria que me casar com o rapaz que me fez engravidar.

O rapaz assumiu o papel de pai?

Não. Ele não quis saber da criança que estava em meu ventre, e deixou de falar comigo e sempre me ignorava.

Você usava métodos contraceptivos com freqüência?

Não. Nunca tinha usado nenhum tipo de contraceptivo nas minhas relações sexuais.

Você acha que é muito cedo para ter relações sexuais?

Na época que eu comecei a ter relações sexuais nem ligava se era cedo ou não para ter relação sexual com alguém, só depois que fiquei grávida que vim saber que não era bom para mim estar me expondo.

Você ou seu companheiro em algum momento pensou na possibilidade de abortar? Se sim, por quê?

Sim. Antes de contar para a minha família tentei abortar sem que ninguém soubesse, mas fiquei com medo de acontecer alguma coisa comigo. Quando ele soube que eu estava grávida ele disse que eu teria que abortar “essa coisa”, mas eu disse a ele que não faria nem por pressão de ninguém.

Você parou seus estudos? Se sim, pretende voltar?

Sim. Quando descobrir que estava grávida fiquei sem ir para a escola por duas semanas, mas pelo apelo dos meus pais voltei a estudar até a hora de ter o bebê e ficar de licença.

Você sentiu algum tipo de preconceito? Se sim, de quem e por qual motivo.

Sim. Foi dos meus colegas de escola. Por que eles nunca tiveram alguém que estivesse grávida na sala de aula.

Depois da gravidez você já teve relações? Usou contraceptivo?

Sim. Usei mas falhou, e hoje estou grávida do meu segundo filho.

Qual a maior falta que você sente em relação ao que você perdeu na adolescência?

A falta que eu sentir foi de não poder sair para onde eu queria por causa da criança porque não podia deixar com minha mãe porque tinha que amamentá-lo, minhas amigas me chamavam para sair e eu dizia que não podia, eu ficava com muita raiva, mas tinha que ficar cuidando do meu filho.

Qual a sua maior dificuldade de ser mãe?

Todas. A primeira que tive que passar a ter responsabilidade, porque agora eu sou mãe e tenho uma criança para poder cuidar, eu não sabia como segurar uma criança e tive que aprender, achava que era como brincar de boneca, mas na realidade é muito diferente. Para trocar a fralda minha mãe que fez a primeira vez para eu ver como seria, foi daí que aprendi a trocar a fralda.

Como é sua rotina de mãe?

Agora que meu filho está com dois anos, não dá muito trabalho, de manhã levo ele a escolinha, volto para casa para arrumar a bagunça que ele deixou antes de sair para a escola e vou fazer o almoço antes de ir buscá-lo na escolinha onde estuda, dou de comer a ele e me arrumo para ir a escola e levo ele para a creche que fica perto da escola onde estudo e depois que termina a minha aula vou buscá-lo na creche quando ele abre aquele sorriso e vem correndo para os meus braços.

Você trabalha?

Não, só fico cuidando do meu filho, não gosto que ele fique longe de mim a não ser na creche porque tenho que estudar, no entanto ele sempre está comigo.

 Quais são os seus planos para o futuro?

Poder formar uma família de verdade e continuar meus estudos que estão atrasados para poder um dia cursar uma faculdade para poder sustentar meus filhos e a mim.

Para terminar qual o conselho que  você daria para mães adolescentes?

Hoje o conselho que eu dou é que todas as meninas adolescentes pensem antes no que vão fazer para na cair em tentação e acabar fazendo algo errada que no futuro vá te prejudicar, te fazer sofrer e perder um momento tão maravilhoso de nossas vidas que é ser adolescente e poder fazer o que quiser. Para as meninas que namoram alguém que tomem cuidado para não se envolver com pessoas erradas e depois se arrepender e ter a sorte que eu não tive. Tome muito cuidado e usem camisinha.

About these ads

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Ana Carolina said, on 07/12/2010 at 7:28 pm

    Gostei demais, viu? Parabéns :)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: