Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Vestibular da UFS atrai candidatos de vários estados brasileiros

Posted in Vestibular by micheletavares on 22/12/2008

Por Adriana da Rosa, Laura Borges, Samara Menezes, Marta Costa

O número de alunos provenientes de outros estados brasileiros cresce cada vez mais na Universidade Federal de Sergipe (UFS). A grande oferta de cursos e a baixa concorrência têm atraído estudantes de varias partes do país. Com apenas 40 anos de existência, o vestibular da UFS é escolhido na maioria das vezes por esta ser uma das poucas instituições de ensino superior do país que até então, ainda não tinha aderido ao sistema de cotas.

A facilidade de ser aprovado na Universidade Federal de Sergipe é determinante para que vestibulandos de estados vizinhos escolham o Estado como leito acadêmico. Para alguns alunos  do estado da Bahia, o concurso vestibular oferece grande diversidade de cursos e baixa concorrência. “Na UFS é muito mais fácil de passar, a concorrência é baixa, não existia cotas e a cidade é calma. Além de ser uma ‘Federal’, exalta Allana Rafaela, estudante do 2º período, do Curso de Comunicação Social.

O processo de seleção da Universidade Federal é realizado pela Fundação Carlos Chagas que elabora há anos a prova da instituição. São quatro dias de provas, sendo os três primeiros destinados à realização dos exames relativos ao conteúdo programático do 1º, 2º e 3º anos do ensino médio, e no último dia, os candidatos fazem a prova de redação que tem caráter eliminatório.

Além da ampliação do número de vagas de alguns cursos já existentes, o Concurso Vestibular 2009 da instituição aposta na entrada de novos cursos como Publicidade e Propaganda, Relações Internacionais e AudioVisual. Em uma avaliação realizada pelo Governo Federal, a entidade cresceu 342% desde 2006 quando começou o seu projeto de expansão.

A partir de 2010, a meta é ampliar ainda mais o número de alunos matriculados, pois a Universidade Federal de Sergipe adotará o sistema de cotas como projeto de inclusão social. Do total de vagas ofertadas, 50% serão oferecidas para o sistema de cotas, sendo que 70% deste percentual de cotas será destinado a alunos que se declararem negros, pardos ou índios. O projeto terá validade por dez anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: