Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Cultura e Esporte: Sergipe e Confiança além das quatro linhas

Posted in Cidade, Cultura, Esporte by micheletavares on 20/04/2009

A importância do clássico na cultura do Estado e propostas para promover o Derby Sergipano


Por Gustavo Costa e Carlos Vitor

sergipe-e-confianca-11O que representa um concurso público para você? Pense bem: um ano de estudo, investimento de tempo e dinheiro… E o que o faria mudar de idéia minutos antes da prova? Um emprego melhor? Uma festa imperdível? Que tal uma partida de futebol? Pois foi isso que motivou o membro fundador e ex-presidente da Torcida Trovão Azul, José Paes de Santana Júnior, o Júnior Da Pista, a largar tudo e dar asas à paixão que moveu, e ainda move milhares de corações sergipanos: a espetacular disputa entre Sergipe e Confiança. As ‘pelejas’, como eram constantemente chamados os jogos, começaram há 60 anos, quando a Associação Desportiva Confiança criou seu time de futebol, 33 anos após o Club Sportivo Sergipe. De lá para cá, centenas de partidas foram realizadas e diversos problemas foram, e ainda são, enfrentados por aqueles que amam o futebol nordestino.

Para se ter uma noção do tamanho da importância do evento para a cultura sergipana, é necessário buscar dos torcedores todo o sentimento que ainda os motivam a comparecer nos estádios. Luiz Sacramento, membro há 10 anos da Torcida Trovão Azul, quando questionado sobre o que o clássico representa para ele, a resposta é enfática: ‘Tudo’. Para os clubes, até a preparação é diferente. A parte técnica é a mesma: assistir os jogos dos rivais, escolher o melhor elenco e o esquema tático para o jogo. Mas a parte emocional é exaustivamente cobrada e trabalhada pelos técnicos. Em partidas como esta, não importa o lugar na tabela, mas a vitória sobre o rival. Para alguns, muitas vezes até o título merece menos importância que o clássico. “Ganhar o Campeonato Sergipano é muito bom, mas ganhar do nosso maior rival tem um gostinho especial”, declara Rafael Tavares, torcedor fanático do Confiança.

Apesar de toda a tradição que este clássico tem na cultura sergipana, muitos problemas existem por trás da sua administração e divulgação. Segundo Anderson Machado, assessor de comunicação do Confiança o maior problema enfrentado hoje, é a violência. Mas para ele, o problema não se restringe aos torcedores. “É necessário também uma reforma no Ministério Público, onde o torcedor infrator seja banido dos jogos do seu clube e seja obrigado a prestar serviços à comunidade”, sugere.


A segurança nos estádios


Para este problema, a Polícia Militar do Estado de Sergipe tem tomado medidas como dialogar com as lideranças das torcidas organizadas e cadastrar todos os membros da Torcida Trovão Azul (TTA), Torcida Jovem do Confiança (TJC) e Torcida Esquadrão Colorado (TEC), tudo isso afim de mapear a movimentação dessas torcidas em dias de clássico e de facilitar a identificação daqueles que venham a cometer infrações nos dias de jogo. “Uma coisa eu posso afirmar: a segurança dos clássicos é feita de maneira diferenciada”, afirma o Tenente-Coronel Blauner dos Santos.

sergipe-e-confianca-2Além disso, de duas a três horas antes do início das partidas, cerca de 300 policiais (número aproximadamente três vezes maior que nos dias de jogos comuns) são recrutados para fazerem a segurança nos pontos considerados de maior risco, como os terminais de integração, dentre eles Maracaju, Mercado, Centro, Rodoviária Nova e próximo à rótula do bairro Soledade. Outra recente medida adotada pela polícia, é a solicitação de que os torcedores não se desloquem à pé, e sim de ônibus que vão escoltados por carros da PM.

Durante as partidas, todo o contingente é deslocado para o campo, onde é feito a vistoria de todos os pertences dos torcedores e ronda pelas arquibancadas. Segundo os dados do Major Elisel Rodrigues, chefe de Operações da CPMC, as ocorrências dentro do estádio estão diminuindo gradativamente e quando surgem, são contidas com extrema rapidez. O problema, porém, não acontece nos 90 minutos de espetáculo, mas antes e depois dos jogos. “Diminui dentro [dos estádios] e aumenta fora”, revela o Major.

sergipe-e-confianca-32

Se isso ainda acontece, é porque alguma medida não está funcionando como esperado, ou ainda é preciso pensar outras alternativas. Para a torcida, a ação da polícia muitas vezes é feita de forma extremamente violenta o que tem forte influência no agravamento dos conflitos. Talvez haja necessidade da parte de todos que sejam feitas mais atividades como a da noite de quarta-feira, dia 8 de abril, onde membros das torcidas organizadas desfilaram juntos pelo gramado pedindo paz e da arrecadação de alimentos feita pelo Grêmio Recreativo Esportivo e Cultural  da Torcida Organizada Trovão Azul para as vítimas da seca.

Mas este não é o único problema enfrentado no Estado. O problema da divulgação e do enfoque do evento na mídia também é apontado como fator para a perda de credibilidade do futebol sergipano. Para o Campeonato Sergipano, duas emissoras disputaram os direitos da transmissões dos jogos, a TV Sergipe e a Aperipê TV, sendo que a última venceu a corrida e garantiu uma quantia próxima a R$ 30 mil ao Confiança, Itabaiana e Sergipe, e aproximadamente a metade aos outros clubes. Uma ajuda de custo que num campeonato paulista chegaria à cifra dos milhões.


Futebol x Mídia


Com a exclusividade dos jogos, a transmissão passou a atingir todo o estado, um erro que faz com que todos os torcedores da capital Aracaju, se acomodem nos sofás de suas casas e esvaziem as arquibancadas do Estádio Estadual Lourival Baptista, o Batistão.

Já os problemas de divulgação, sofrem influência da administração da Federação Sergipana de Futebol (FSF). Segundo pesquisa realizada em janeiro de 2005, divulgada no site da Federação, mostra que em Aracaju, 66,9% da população acha que deveria haver uma mudança nos horários dos jogos para não coincidirem com os televisionados. Essa opinião, ainda é maioria entre os entrevistados. “Infelizmente Sergipe ainda tem uma cultura de supervalorizar o sul e o sudeste, por isso a mudança de horário para não coincidirem os jogos é uma boa alternativa”, acredita Luiz Sacramento.

derbysergipe-e-confianca-4O que persiste, no entanto, ainda é a concorrência no dia e horário com outros clássicos como Flamengo e Botafogo, Corinthians e São Paulo, a exemplo do que ocorreu no embate do dia 15 de fevereiro deste ano entre Sergipe e Confiança. Os incentivos que existem por parte da Federação são sorteios de carros durante os jogos, mas ainda não são suficientes. Algo que dá certo e impressionou o assessor de Marketing do Confiança, Felipe Araújo, é a estratégia cearense de exibir propagandas na televisão convidando os torcedores a comparecerem aos jogos do campeonato Estadual.

Talvez para os problemas administrativos, principalmente voltados para o marketing, seriam resolvidos com uma pitada de ousadia da Federação e dos Clubes. A exemplo do que aconteceu em São Paulo, onde Corinthians e Palmeiras fizeram um acordo para promover o ‘Derby Paulista’. A negociação tem por objetivo o aumento da renda por jogo e a celebração da ‘rivalidade saudável’, mostrando que apesar de rivais, os clubes não são inimigos. Esta proposta é vista com bons olhos por todos aqueles que crêem no futebol, como uma forma de lazer, muitas vezes até superando o status de esporte, e se tornando até obra-de-arte. Para o Tenente-Coronel Blauner, o exemplo dos clubes paulistas é algo que deveria ser seguido. “Se num contexto muito mais amplo e complexo que é a sociedade de São Paulo, deu certo, aqui com certeza seria válido.”

A única forma de negociação que havia entre os Clubes antigamente, era o pagamento de 200 ingressos do clube mandante ao time adversário. Hoje, infelizmente, nenhuma forma de negociação existe mais. O que restou foi uma carência no Estado de visão de marketing. Tudo isso, sem contar com a falta de estrutura física que ainda impera sobre os estádios. E no clássico que desde de 1968 contabiliza, numa estatística obscura e má catalogada, mais empates do que vitórias, quem merece os aplausos são aqueles torcedores que ainda vão aos estádios, contribuir para a celebração da paz e da rivalidade saudável, afim de realizar uma bela festa, apesar de todas as dificuldades de estrutura física, administração e segurança.

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Priscila Viana said, on 27/04/2009 at 5:56 pm

    Adorei a matéria, muito bem escrita e argumentativa! Também acho ruim que os jogos sergipanos sejam televisionados no mesmo horário dos grandes clássicos.. claro que um Flamenguista e um torcedor do Sergipe iria dar preferência ao jogo do Mengo… não que seja melhor ou ruim, mas em nosso Estado ainda não temos uma cultura forte de apoio ao futebol local, infelizmente. Só discordo do fato de que transmitir os jogos pela TV é um erro, senão as pessoas teriam que ir ao estádio… é muito bom que os jogos sejam transmtidos, pois as pessoas não vão aos estádios por uma série de fatores: estruturas ruins (medo de acidentes), violência entre torcidas organizadas e PM, e tem aqueles que preferem assistir aos jogos no conforto de seu sofá, com sua cervejinha, de forma mais tranquila. Acho que o fato de os jogos serem transmitidos é o fator que menos influencia na ausência dos torcedores no estádio. O que eu acho é que a mídia deveria apoiar cada vez mais o esporte local e repensar formas de melhorar a qualidade do noticiário esportivo. Beijoss.

  2. Naiara said, on 12/05/2010 at 2:00 pm

    eu adoro o futebol sergipano , torço pelo confiança….
    e acho que uma das causas das pessoas não irem a o estadio seja talvez a insatisfação com o futebol apresentado lá!
    acho que os clubes deveriam investir nos garotos do estado ao ivés de buscar fora jogarores velhos!

  3. carlos adriano dos santos said, on 06/11/2010 at 11:51 am

    olha suo da trivao azul por amor ou fultebol e pela camisa que e muito bonita sou de aracaju -se mais moro no


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: