Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Entendendo o funcionamento interno da BICEN

Posted in Educação, UFS by micheletavares on 27/05/2009

Rosa Vieira, diretora da Biblioteca Central há oito anos, explica como acontece o processamento técnico dos livros, apresenta alguns dos problemas pelos quais a BICEN passa e diz o que podemos esperar desse sistema no futuro

Por Carol Correia (quatrobailarinas@gmail.com)

Desde 11 de agosto de 1979 a Biblioteca Central (BICEN) da Universidade Federal de Sergipe está em funcionamento. Hoje, com um acervo de 150.071 livros, o mesmo espaço físico desde que foi inaugurada, uma quantidade de alunos muito maior, a BICEN passa por dificuldades para atender os seus frequentadores.

Rosa Vieira e os livros na fila para serem etiquetados

Rosa Vieira e os livros na fila para serem etiquetados

Para entender como o seu sistema interno funciona dentro de condições desfavoráveis, conversamos com Rosa Vieira, que há oito anos é diretora da biblioteca. Formada em Biblioteconomia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) com especialização em Gestão da Biblioteconomia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), Rosa trabalha há 39 anos na biblioteca da UFS, sendo cinco anos de bibliotecária nas bibliotecas setoriais, quando a BICEN ainda não havia surgido.

Em Pauta UFS – No que consiste o processamento técnico?

Rosa Vieira – Ele envolve a compra dos livros – a licitação, a ordenação de despesa, etc – a mercadoria é conferida com as notas fiscais, é carimbada, acontece a magnetização, que é aquele código de barras colado no livro. Depois disso, inserimos o livro no sistema integrado do qual a BICEN está associada, a Rede Pergamum, onde podemos encontrar dados de livros no formato bibliográfico. Assim, com as informações que já estão lá, podemos copiar e colar os dados dos livros para agilizar a catalogação. Depois dessa parte, a etiqueta é impressa, colada e o livro é mandado para o acervo.

Em Pauta UFS – Como é feita a catalogação?

RV – A gente tem uma planilha com categorias a serem preenchidas, como título do livro, autor, ano de publicação, assunto. Também temos a tabela decimal universal, que é uma tabela usada pelos bibliotecários para fazer a identificação do livro. Por exemplo: o número de cima indica de qual área do conhecimento o título pertence; em baixo, está o nome do autor do livro de forma codificada. Essa tabela nos ajuda a fazer a organização nas prateleiras.

Em Pauta UFS – E como se dá a organização interna para que o processo seja feito?

RV – Primeiro, nós separamos os livros por área (exatas, humanas, saúde) e cada estagiário ou funcionário se dedica a inserir os dados dos livros nas planilhas. Porém, não temos funcionários para se dedicar exclusivamente a essa atividade, eles tem que parar para fazer outras coisas mais urgentes, como, por exemplo, a catalogação das monografias. Depois que uma parte é feita, o livro fica esperando que o estágio seguinte seja executado.

Em Pauta UFS – Todo o processo, desde o início, quando um livro chega, até o momento em que ele é disponibilizado no acervo, leva quanto tempo?

RV – É um processo demorado, pois envolve muitas pessoas e a quantidade de funcionários não é adequada para o porte que a biblioteca tem hoje. Nós estamos dando prioridade aos livros que chegam pelo PROQUALI, o programa para o qual a universidade paga em troca dos livros. Nosso objetivo agora é catalogar os livros que chegaram de 2008. Por isso, no momento nem estamos aceitamos doações, caso contrário, a situação se complicaria ainda mais. Além do mais, há também o problema do espaço físico, que está muito pequeno.

Em Pauta UFS – Muitos professores se queixam de que quando eles solicitam um livro, o processo todo pelo qual ele deve passar até que esteja disponível para os alunos é tão lento que às vezes o conteúdo da obra perde parte da sua serventia.

RV – A gente sabe disso. Realmente é demorado, mas não tem como trabalhar mais rápido. Apesar de a BICEN ter crescido, o número de pessoas não aumentou. A Divisão de Processos Técnicos deveria ter no mínimo 10 pessoas para se dedicar somente a esta atividade. No entanto, nela há sete funcionários para dar conta dessa e de outras funções. Precisamos de bibliotecários, de máquinas, de auxiliares.

Em Pauta UFS – A equipe da BICEN necessita de qual formação? E no caso dos estudantes?

A diretora da BICEN identificando dados do PROQUALI

A diretora da BICEN identificando dados do PROQUALI

RV – Todos aqui são formados em Biblioteconomia e entraram através de concursos públicos. Os estagiários são encaminhados pela Reitoria Estudantil e são de qualquer curso, basta estarem no programa. Agora que a UFS oferece o curso de Biblioteconomia, acho que iremos optar por esse estudante.

Em Pauta UFS – Houve alguma mudança na BICEN a partir da fase de expansão da UFS?

RV – Com a expansão, a universidade e, conseqüentemente, a biblioteca tiveram que suportar mais gente, com mais trabalho. Foi só essa a diferença que a expansão trouxe para a BICEN. Ás vezes eu vejo as pessoas fazendo filas enormes em certos horários para pegarem os livros. Eu fico até com vergonha por causa desse tipo de situação, mas é a estrutura que não permite que trabalhemos melhor. A gente sempre tenta tomar providências, pedir, fazer ofícios para o reitor apresentando a deficiência das máquinas, mas de nada adianta. Há um projeto que está em andamento desde janeiro deste ano para aumentar o espaço físico, mas mesmo assim é pouco e só começou agora, ou seja, um atraso muito grande.

Em Pauta UFS – O que a BICEN aguarda para o futuro?

RV – Há um projeto, que ainda está no papel, que prevê a construção de um mezanino, crescimento do espaço físico na parte dos fundos, elevadores e acesso para deficientes. Espero que ele seja executado o mais rápido possível, pois é muito complicado trabalhar com uma mesma estrutura, sendo que a quantidade de alunos triplicou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: