Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

DO IÊ-IÊ-IÊ AO BREGA.

Posted in Perfil by micheletavares on 22/06/2009

r. rossi

Por Bárbara Nascimento

(babi_nascoli@yahoo.com.br)

O recifense Reginaldo Rossi e suas composições atuais nem de longe lembram as suas canções na época da Jovem Guarda – Ao cantar ‘O Pão’ num bom ritmo iê-iê-iê, Reginaldo Rossi lançou seu nome no eixo sul-sudeste do país; com ‘Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme’ entrou de vez pra turma da Jovem Guarda. Mas o seu melhor estilo ainda estaria por vir.

Em meados dos anos 70, Rossi abandona a cena do Rock e desponta na música popular. A mistura de breguice e piada fez o seu repertório cair na boca povo. O que lhe conferiu o título de ‘Rei do Brega’.

Rossi – O personagem

“Se o Elvis fosse vivo teria raiva de mim” – trecho da música The king.

Uma combinação discrepante de estampas e cores, cabelo da década de 70 e óculos Ray-Ban compõem o loock brega do cantor. A sua voz fanha parece se encaixar perfeitamente bem à proposta de ser o ‘King’ do nordeste.  Com direito, inclusive, a ser comparado a outros reis da música, como por exemplo, ao Roberto Carlos por alguns críticos musicais.

 

 

Reginaldo, a dor de cotovelo e as mulheres

Uma constante. As canções de Rossi quase sempre se dedicam a comentários acerca da desilusão amorosa, dos chifres e da efervescência das paixões. Mas, há um diferencial: a figura masculina aparece muitas das vezes como a vitimada pelas traições femininas. O que não significa dizer que o tratamento dispensado às mulheres seja desprovido de comentários chulos e machistas, ao contrário.  Em seus shows e CDs ao vivo, Rossi refere-se à mulher como se ela fosse dependente do homem, que por não completá-la como deveria merece a traição e ‘prejuízos’ financeiros: “A mulher deve mesmo ter o dinheiro de seu marido para gastar” (R. Rossi).

 O Corno e a cachaça

cricatura - rossi.Com composições como ‘Garçom’ e ‘Leviana’ o Rei do ‘B’ ganha um público ainda maior e volta nos anos 90 a ocupar um espaço na cena musical nacional. Chifres e embriaguez – temáticas exploradas freqüentemente em seu repertório têm o apelo popular necessário para que o cantor permaneça até hoje no imaginário de várias mentes brasileiras e ostente o título de Rei do Brega.

 

 

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Daniel said, on 24/06/2009 at 4:07 pm

    deveria ter colocado aquela foto… o texto ficou massa


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: