Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO!

Posted in Segurança Pública by micheletavares on 19/10/2009

Depois de instaladas no centro de Aracaju, câmeras de monitoramento chegam aos bairros 13 de Julho e Salgado Filho

Por Anne Samara Torres

(Cel. Salvador Sobrinho, comandante do Policiamento Militar da Capital e diretor do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública) /Fotografia: Anne Samara Torres. Cel. Salvador Sobrinho (Foto:Anne Samara)

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe (SSP/ SE) deu início, em abril deste ano, ao projeto de acompanhamento eletrônico nos bairros de maior comércio da capital com a instalação de 16 câmeras no centro da cidade para servir como auxiliar da polícia no combate aos furtos e ao tráfico de drogas. No começo deste mês, esse projeto foi ampliado aos bairros 13 de Julho e Salgado Filho e, segundo a polícia, deverá ainda atingir as localidades da Coroa do Meio, Atalaia, Jardins e Siqueira Campos.

De acordo com o comandante do Policiamento Militar da Capital e diretor do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), Cel. Salvador Sobrinho, as câmeras, posicionadas em locais estratégicos, captam e transmitem as imagens em tempo real e 24 horas por dia aos monitores da Ciosp que conta com um grupo de profissionais treinados para observar tudo o que acontece nas ruas e, em casos suspeitos, enviar uma equipe de policiamento para o local. “Esse patrulhamento visual, que já é utilizado em quase todo o Brasil, é uma tendência que veio para ficar, pois permite a visualização de áreas onde a polícia não está presente, além de ajudar em investigações e no policiamento ostensivo e preventivo”, explica o coronel.

Para o Sargento Dantas, da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), que está há 26 anos na academia, o vídeomonitoramento representa uma nova era no que diz respeito à segurança pública. Quando eu entrei pra polícia não

(Quartel da PM) /Fotografia: Anne Samara Torres.

(Quartel da PM) /Fotografia: Anne Samara Torres.

existia a Cavalaria, Polícia de Choque nem CPTUR. Antigamente, todos os carros saiam daqui (Quartel da PM) o que demorava a chegar no local denunciado. Com esse novo sistema podemos checar com mais precisão as áreas suspeitas e identificar mais rapidamente os envolvidos”, comenta.

No entanto, o sargento também diz que apenas o monitoramento não é eficaz por si só, e que é preciso um número considerável de agentes para que os órgãos de segurança ajam de forma mais satisfatória. “O que acontece hoje, é que a quantidade de policiais é pequena para uma grande área de patrulhamento”, diz.

E essa opinião não é inerente apenas ao sargento. Moradores e comerciantes desses bairros reclamam da falta de policiamento, como é o caso das aposentadas Aldacy Sobral, 66 anos, e Valdete da Silva, 63 anos, moradoras respectivamente dos bairros Salgado Filho e 13 de Julho, que, ao mesmo tempo, se agradam com a chegada do monitoramento eletrônico. “Eu não me incomodo com as câmeras. Eu não tenho nada a esconder, quem têm que se incomodar são os bandidos” afirma Aldacy. Já para a senhora Valdete, os assaltos são freqüentes, principalmente aos aposentados. “Os ladrões vêm roubando os aposentados porque sabem quando a gente entra no banco para sacar dinheiro”, diz ela.

(Câmera no bairro Salgado Filho) /Fotografia: Reinaldo Gasparoni.

(Câmera no bairro Salgado Filho) /Fotografia: Reinaldo Gasparoni.

Não muito diferente, a gerente Karine Valois, 25 anos, reclama dos furtos diários que acontecem na Farmácia Pague Menos em que trabalha, localizada no bairro 13 de Julho. Ela é mais uma das comerciantes que contam com empresas particulares de segurança para garantir uma maior tranqüilidade. “Câmeras são uma boa idéia, mas elas não banem os crimes, apenas identificam os criminosos. É preciso uma maior demanda de policiais”, conta. 

Ainda assim, não é possível negar que a implantação desse novo sistema de monitoramento eletrônico ajudará muito a polícia na solução e até na prevenção de crimes. E os resultados já começaram a parecer com a prisão de uma quadrilha de traficantes de drogas e de outra acusada de roubo de pneus. Desse modo, a aliança entre forças policiais e tecnologia operacional parece ter sido um bom investimento quando juntas buscam reforçar a segurança e a justiça na sociedade aracajuana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: