Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Os Efeitos da Licitação para o Transporte

Posted in Cidade by micheletavares on 22/10/2009

Por Thiago Ribeiro

Em setembro passado, o Prefeito da Aracaju, Edvaldo Nogueira, anunciou uma série de medidas que prometem melhorar o serviço de transporte urbano da capital, dentre elas a criação de uma comissão para a tão esperada licitação que só deve sair em 2010. Mas será que a licitação resolve os problemas do transporte coletivo?

Pelo menos o anúncio dela já foi suficiente para pressionar as empresas a prestar melhores serviços à população. Coincidentemente, ou não, à medida do prefeito, as empresas prometeram colocar 100 novos ônibus em circulação ainda este ano. Vale lembrar que a promessa de renovação da frota foi feita em janeiro passado. Além disso, os empresários também se comprometeram a instalar câmeras de segurança e serviços de GPS/GSM para auxiliar no monitoramento dos ônibus.

Essa não é a primeira vez que se tenta criar uma licitação para gerir o sistema de transporte coletivo de Aracaju. Na primeira tentativa de criar a licitação, em meados do ano 2000, os empresários conseguiram barrar o processo da licitação através de uma ação judicial. Como a licitação deverá abrir espaço para empresas de todo o país, os empresários locais estão apreensivos com a forte concorrência que deverão sofrer, bem como às novas regras que virão.

Uma outra barreira para a licitação é incluir além de Aracaju, os demais municípios de Barra dos Coqueiros, São Cristovão e N.S. de Socorro que possuem um sistema mais deficiente que o da capital.

Já a apreensão dos usuários está na expectativa quanto a possíveis aumentos da tarifa. “Todo ano a passagem aumenta o valor, mas o salário da população não aumenta na mesma medida. Essa licitação tem que ter um controle disso ”, diz Tereza Dantas, usuária do transporte coletivo da capital.

Para Jairo Alves, assessor de comunicação da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito, SMTT, o aumento da tarifa ainda não foi decidido. Ele afirmou que “a prefeitura se mantém compreensível tanto ao gasto das empresas quanto às condições econômicas da população, mas por enquanto não há previsão para aumento das tarifas”.

O assessor informou ainda que a sociedade também pode contribuir para melhoria do sistema de transporte coletivo com sugestões, criticas e denúncias através do sistema de ouvidoria implantado pela SMTT, através do telefone 3238-4646.

Segundo Jairo, a população tem fornecido uma grande contribuição através da ouvidoria: “as reclamações mais comuns dos usuários do transporte coletivo são os atrasos e as péssimas condições de algumas linhas, o que resultou na apreensão de diversos veículos que não atendiam às condições de uso e segurança aos passageiros”, comenta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: