Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Samurai Fest: O retorno dos animes!!!

Posted in Cultura by micheletavares on 29/10/2009

Por Leonardo Menezes

foto:leonardo menezes

(Foto:Leonardo Menezes)

O teatro Lourival Batista foi palco para o “Samurai Fest”, festival que aconteceu no dia 18 de outubro, voltado para os fãs de desenhos, revistas, musica japonesa, evento que deu força e empolgação a toda as pessoas ligadas a cultura de animação japonesa.

Esses festivais  acontecem em todo os país, principalmente nas grandes capitais, são espaços destinados a divulgação e confraternização dos fãs de animes. Nele , os “Otakus”(o nome dado para os fãs) podem discutir, cantas as musicas dos seus desenhos favoritos, conhecer novos animes, comprar revistas, fantasiar-se como os personagens  (os famosos cosplays), dentre as demais coisas possíveis relacionadas ao  universo “Otaku”.

A cidade de Aracaju, por muito tempo tinha agendado em sua lista de eventos culturais: os eventos de animes, o ANIME-SE, KANIMECON, COSPLAY FESTIVAL, são alguns exemplos. No entanto, eles desapareceram do cenário aracajuano, por um período de dois anos. Agora o“ Samurai Fest” deu um novo impulso, resgatando a tradição de eventos do gênero.

Em conversa com os presentes, foram unânimes os elogios aos organizadores do evento pela iniciativa de reativar os festivais de animes. “O evento está  bacana, eu estou gostando muito”, comenta Kira (a garota preferiu ser chamada dessa maneira, sim ela estava fantasiada). No entanto, em relação ao “Samurai fest” muitas pessoas comentaram sobre a escolha do local,elas relatavam que o calor estava incomodando e que tinham muitas pessoas  para o tamanho do local. “ Gostei da iniciativa dos caras, mas eles poderiam ter arranjado uma estrutura melhor”, comenta Bruno, outro participante.

Cindia, organizadora de antigos eventos como ANIME-SE, COSPLAY FESTIVAL E HQ FESTIVAL, comenta sobre as deficiências: “ Faltou organização do pessoal, mas isso é perdoável pois é complicado organizar um evento como este, eles estão vendo a dificuldades que nós tivemos no passado”. Anderson, outro participante,  reforça a idéia da colega afirmando: “É muito difícil conseguir patrocínio, o governo e as empresas não dão apoio nenhum a esse tipo de festival, os eventos passados foram feitos praticamente do nada”.

Em conversa com Moisés, idealizador do evento, foi perguntado como surgiu a idéia de fazer o evento e quais os recursos utilizados, em resposta ele comenta que fez uma pesquisa que teve o intuito de visualizar o público alvo para tal evento. No  levantamento ele esperou que comparecessem cerca de 300 pessoas e que não esperava uma quantidade maior. “ É interessante perceber que só tem pessoas da cidade, isso foi muito bom para nós que estamos organizando pela primeira vez um evento deste”, explica. Segundo ele, a intenção do evento é de trabalhar com a comunidade “Otaku”, incentivando bandas de j-rock( rock japonês), ele inclusive anuncia um futuro campeonato de bandas.

foto:leonardo menezes

(Foto: Leonardo Menezes)

Também questionado sobre o local ele afirma: “Esse era o único lugar disponível na data e com valor acessível, pois não tivemos patrocínio nenhum do governo ou empresas privadas, pois elas não acreditam no potencial do evento. Tivemos muita dificuldade em organizar tudo, mas felizmente correu tudo dentro dos conformes, no futuro pretendemos fazer mais eventos como estes, foi o nosso primeiro e não pretendemos parar!”

Falta de Apoio

Uma dos motivos que deixaram os festivais de animes saírem de cena, foi falta de patrocínio, seja ele público ou privado, nos relatos feitos com organizadores de eventos, a maior dificuldade foi conseguir patrocínio, as empresas não acreditam no potencial econômico do evento e o governo não apóia o evento por não considerá-lo cultural. “Nos eventos anteriores, todas as vezes que íamos a algum órgão do governo levávamos a proposta, incentivando a cultura japonesa, que sempre era rejeitada”, comentaram Cindia e Anderson.

Ao justificar a escolha do local, Moises, idealizador do evento, explicou que o Teatro Lourival Batista foi o único espaço disponível na data e que tinha uma preço mais acessível. “Esse evento se formou praticamente do nada”, comentou. O “Samurai Fest” pretende ser somente o primeiro passo para  futuros eventos, Moises inclusive fala da possibilidade de ser feito um novo evento de envolvendo bandas de musicas japonesas.    “Queremos incentivar a formação de novas bandas. Queremos deixar o recado para as empresas que não acredita no festival, esses eventos funcionam e tem um público bacana aqui na cidade”, finaliza.

Anúncios

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. moisés said, on 30/11/2009 at 3:22 am

    Gostei da materia e estamos com outros projetos para o ano de 2010
    entrem contato com a nossa equipe informaremos mais

  2. Ronald said, on 26/07/2010 at 7:49 pm

    por favor coloquem mais desses eventos e tmb quero saber quando vai ser o proximo

  3. Daniel said, on 23/08/2010 at 3:00 am

    Adorei a reportagem cara!
    Aqui é o Daniel, agora novo diretor do Samurai fest e esse ano prometemos muito mais do que o ano passado! Tudo já foi bem encaminhado pra esse ano (2010) sair tudo como planejado e bem organizado! xD


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: