Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Cultura no Mercado Municipal

Posted in Uncategorized by micheletavares on 30/10/2009
João Fumaça, dono do sebo.

João Fumaça, dono do sebo. Foto: Ethiene Fonseca

Por Ethiene Fonseca

Na cidade de Aracaju, no mercado municipal, é encontrada uma grande variedade de produtos: frutas, artesanato, comidas tópicas, videogames, etc. Mas um tipo de comércio chama muita atenção nesse local, é a venda de livros, que acontece próxima às bandas de peixe. O Sebão do Fumaça vende de tudo: gibi, revista, palavra-cruzada, livros de direito.

Para quem não sabe, sebo é uma palavra popular que faz referência a estabelecimentos que compram, vendem ou trocam livros usados. Os exemplares encontrados nessas livrarias são bem mais baratos que aqueles vendidos em lojas convencionais, sendo uma alternativa para quem não dispõe do dinheiro necessário para adquirir um livro “novo”. Além disso, por ter em seu acervo títulos mais antigos, os sebos também são muito procurados por estudiosos e colecionadores. Assim sendo, a idéia de montar uma banca de livros usados em um mercado municipal não parece tão absurda. Já que os títulos vendidos nos sebos têm preços populares, nada mais natural que ter como ponto de venda um local onde há grande circulação de pessoas.

O Sebão do Fumaça está no mercado há 12 anos, mas o seu proprietário está no ramo de livros usados há 30. Ele disse que começou vendendo jornais, depois passou a vender revistas também e, por fim, decidiu abrir um sebo. Os consumidores dos seus produtos geralmente são as mesmas pessoas que fornecem os livros para a loja, a clientela é fixa, a não ser nos meses de dezembro e janeiro, época em que o fluxo de vendas aumenta. O João Fumaça atribui esse fato ao início do ano letivo, que ocorre em fevereiro, o que leva os pais a comprarem livros didáticos para os filhos.

Literatura cor-de-rosa, asim que eram chamadas esse tipo de

Sabrina e Júlia: literatura cor-de-rosa, muito popular nos anos 80. Foto: Ethiene Fonseca.

O preço dos produtos encontrados no sebo varia de 1,50 a 10 reais. Os mais baratos são os gibis, as revistas e as novelas, como a Júlia e a Sabrina, muito populares nos anos 80. São encontrados também alguns álbuns de figurinhas, revistas de crochê, cordel. Os títulos mais caros são os mais antigos, custando em média 10 reais, a maior parte é de livros de direito.

A loja é um local interessante, tanto para os amantes dos livros quanto para os curiosos. Vale a pena passar lá, nem que seja para conversar com o João Fumaça, uma figura muito engraçada. “Feliz natal e próspero ano novo!”, dizeres encontrados no cartão de visita da banda, que provavelmente deve ser de segunda mão também.

Esses são os livros mais caros da loja, custando em média 10

Os livros mais caros da loja, que custam em média 10 reais. Foto: Ethiene Fonseca

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] Foto por Ethiene Fonseca sobre a Cultura no Mercado Municipal […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: