Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Fraternidade Católica acolhe Moradores de Rua

Posted in Cultura, Reflexão by micheletavares on 10/11/2009

A Toca de Assis, mantida por doações, acolhe e abriga moradores de ruas, levando cuidados tanto para o corpo, quanto para a alma.

por Júnior Santos

A Toca de Assis é uma Fraternidade Católica, fundada no ano de 1994, pelo Padre Roberto Lettieri, que até tal ano era um seminarista. Sustentada por três pilares: amor, adoração e acolhimento, tem como principal missão acolher e abrigar os pobres que se encontram nas ruas.

Criada com apenas três jovens que desejavam viver o carisma franciscano de pobreza, obediência, castidade e gratuidade, a Fraternidade de Aliança Toca de Assis foi ganhando adeptos pelo Brasil inteiro, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O trabalho das pessoas que fazem parte da Fraternidade consiste em sair às ruas, uma ou duas vezes por semana, e ajudar os pobres que lá se encontram, seja levando comida para saciar a fome ou ministrando uma palavra de conforto. Os mais necessitados são recolhidos e abrigados nas casas sedes, onde recebem acompanhamento de médicos e psicólogos, que são simpatizantes do trabalho desenvolvido e passaram a ser voluntários. “Sempre que possível, tentamos entrar em contato com a família, daqueles que as tem, e relatamos a situação. Se quiserem, e tiverem em condições de manter o desabrigado, passamos o cuidado.”, relatou Bartolomeu, o auxiliar-guardião da casa sede de Aracaju, que está na Toca há mais de seis anos, e já passou por diversos Estados, a menos de duas semanas se encontra na capital sergipana.

032

Bartolomeu é o auxiliar-guardião da casa sede de Aracaju. (Por Bruno Torres)

 “As pessoas se identificavam com o nosso modo de vida, querem ajudar ao próximo. Com isso, as casas sedes da Toca foram se espalhando por todo o país.”, disse Bartolomeu.

Formada por consagrados, que são aquelas pessoas que se dedicam integralmente as atividades da Fraternidade, deixando de lado a família e todo que possuía para se dedicarem exclusivamente aos carismas de pobreza, castidade e humildade. Em sua grande parte, recebem um “chamado do Senhor”, em momento de oração, que designa a participação na Toca. “Não sei como explicar. É algo que só se sente. Estava assistindo a Canção Nova, por volta da meia-noite, onde passava um show do pessoal da música da Toca, e meu coração foi tocado, recebendo o chamado.”, afirma Sidney, um dos consagrados da casa de Aracaju. Para ser um toqueiro – como são chamados os consagrados da Toca – é necessário ter concluído o ensino médio. Primeiramente, é feito um acompanhamento, dirigido por um superior, que avalia a vida do aspirante e se ele realmente tem ou não a vocação para fazer os votos sagrados. Dada a sua aprovação, passa por algumas etapas, que vão situando na hierarquia fraterna, até chegar o momento da consagração, onde começa a usar os hábitos medievais e fazer os votos, mudando o nome, uma prática que simboliza que está “morrendo a pessoa mundana e renascendo um cristão consagrado a missão”. Não só os homens podem participar da Toca, as mulheres também. Estas ficam em casas ou alojamentos separados do masculino, exercem as mesmas funções, geralmente cuidando dos abrigados de rua do sexo feminino.

Outra parte dos integrantes da Toca são os leigos, pessoas que se identificam com a missão desenvolvida, mais não aderem totalmente ao modo de vida franciscano. Ajudam nos trabalhos, divulgações, doações, desenvolvem atividades para com os abrigados, entre outras coisas.

018

Ex-moradores de rua participam de atividades desenvolvidas por um leigo. (Por: Bruno Torres)

A manutenção das casas sedes, onde são abrigados os pobres, é toda feita através de doações, que são conseguidas através de divulgações feitas em eventos católicos, pedidos em missas e quermesses, saídas as ruas e por meios dos veículos de comunicação religiosos.

 A Toca de Assis em Aracaju

 A casa sede da Toca de Assis em Aracaju está localizada na Avenida Gal Kalazans, no Bairro Industrial, e abriga por volta de 25 ex-moradores de rua, contando com o trabalho de cinco consagrados, e um aspirante que está em estágio de acompanhamento, além de uma cozinheira e um motorista.

“Começamos o dia com uma oração, e depois nos dividimos em diversas ocupações, que vão desde lavagem dos banheiros, a sair às ruas em busca de doações, e durante todo o decorrer, adoramos ao Santíssimo Sacramento que fica exposto na Capelinha da casa. Aos domingos, realizamos a nossa pastoral de rua, indo de encontro aos desabrigados. Tudo dependerá muito das necessidades do momento.”, afirma Sidney, o jovem que está em fase de acompanhamento.

 “Quando tomei a decisão de entrar na Toca e comuniquei a minha mãe, ela pensou que estava ficando louco (…). Porém, a recompensa que o Senhor me dá é sem palavras.”

Com apenas 20 anos, Sidney é natural de Maceió, e está somente há quatro semanas fazendo parte da Toca, sendo que a duas aqui na cidade, as outras duas esteve na casa sede de Recife, sendo designado para Aracaju por motivo de necessidade. Essa é a segunda fez que participa da Fraternidade, a sua experiência anterior durou noves meses. “Quando tomei a decisão de entrar na Toca e comuniquei a minha mãe, ela pensou que estava ficando louco, queria me internar. Mesmo assim, segui em frente. Após nove meses, me esbarrei com diversas dificuldades, a questão da obediência foi a maior delas, então resolvi dar um tempo para vê se era realmente isso que eu queria. Voltei a casa da minha mãe, mas o chamado foi mais forte. Hoje estou eu aqui de volta”, partilhou Sidney.

012

Sidney está na Toca há quatro semanas. (Por Bruno Torres)

Contudo, exemplos como o do jovem Sidney tem sido raro hoje em dia. É notório o número de consagrados que está se afastando da Toca. “No início as pessoas que acompanhavam pela televisão ou conheciam através de visita, se encantavam com o trabalho e queria fazer parte. Só que entre acompanhar e viver diariamente a rotina e os carismas é outra coisa.”, explicou Bartolomeu. Em Aracaju, até o início deste ano, havia uma casa feminina da Fraternidade, que foi fechada por falta de consagradas para desempenhar as tarefas necessárias. “Estamos passando por uma fase de reestruturação nos regimentos de escolha sobre quem ingressará na Fraternidade. Queremos ser mais zelosos quanto ao critério de seleção dos futuros consagrados”, complementou.

Segundo Bartolomeu, os leigos têm um importante papel para a manutenção das casas, uma vez que, eles desenvolvem atividades para com os abrigados, ajudam no zelo da casa, e estimulam os consagrados a se manterem firmes na missão. “Para mim é uma satisfação enorme poder contribuir com a Toca. Embora esteja afastada, sempre que posso colaboro nos serviços. Admiro muito o trabalho dos consagrados”, relatou Helena Alves, uma senhora leiga que ajuda na prestação de serviços. Já Sidney não se contém ao exclamar: “Apesar de todas as dificuldades, a recompensa que o Senhor me dá é sem palavras. Me sinto útil,e sei que estou cumprindo a minha missão”.

048

Sidney em momento de adoração ao Santíssimo Sacramento. (Por: Bruno Torres)

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Eriosvaldo said, on 24/12/2009 at 4:57 am

    eu gostaria muito de saber como eu faço para participar de algum seminário aqui em Aracaju. preciso saber o que Deus quer de mim! Paz e Bem!!!

    • Beth said, on 19/12/2010 at 4:02 pm

      Olá irmãos da Toca de Assis, boa tarde! Parabéns pelo trabalho lindo que vocês prestam à santa Igreja de Deus.
      paz e Bem!

  2. Veronica Lima said, on 24/07/2010 at 2:39 pm

    Oi, sou Verônica professora de informatica básica e corel draw( INFOSCHOOL) Sou apaixonada pelo trabalho de vocêS. Queria poder ajudar em alguma coisa. Fico Encomodada quando vejo algum irmão na rua e por isso quero ajudar. Moro aqui em Aracaju no bairro Atalaia. Tem um senhor ja de idade na rua e eu quero muito que a Toca de Assis venha busca-lo. E quero ajudar
    Deus abençoi o trabalho de vcs e espero com urgencia uma resposta


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: