Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Uma banda formada por uma francesinha, um acordeão e um iPod

Posted in Crítica, Cultura, Música by micheletavares on 23/06/2010

Por Eloy Vieira

Conheça Zaza Fournier, a Edith Piaf que encanta o mundo na era do mp3

Depois de uma turnê de quase dois meses pela terra brasilis, a bela parisiense de vinte e poucos anos continua a fazer sucesso com sua música que renova as velhas canções dos cabarés da cidade-luz da década de 1950. Ela mesma define sua música como uma espécie de reciclagem, sobretudo de astros como Edith Piaf, Tom Waits e Elvis Presley. Este último, homenageado com a eterna Love me Tender em seu primeiro e único álbum lançado em 2008 intitulado com o mesmo nome da artista.

Zaza Fournier
Zaza – WM France divulgação

Encantadora. Não há palavra melhor que esta para definir a última obra e até mesmo a própria artista. Zaza parece mesmo com outras vocalistas francófonas da era do mp3 como a Coralie Clément (famosa pela sua reciclagem da nossa Bossa Nova), Béatrice Martin (vocalista do Couer de Pirate), Camille (exagerada e moderninha) e até mesmo a primeira-dama francesa, Carla Bruni (discreta e comedida). Todas elas apresentam um ponto principal em comum: a voz. Todas suaves e cheias de sussurros típicos da língua francesa, muitas vezes até parecem cantar ao pé do ouvido. Mas Zaza tem um diferencial, só ela vai sozinha ao palco, ou melhor, vai acompanhada da sua banda: um iPod. Além do acordeão que dá um tom de som dos velhos cabarés, todos os outros ‘instrumentos’ são sintetizados e armazenados no pequeno iPod que a acompanha em todos os shows. Além disso, a artista é multifacetada e assume suas raízes performáticas herdadas depois de 6 anos de teatro e muitos shows pela vida noturna parisiense.

Antes de começar sua turnês por aqui, ficou conhecida na mídia como a Edith Piaf do iPod. É… talvez uma comparação com a diva da música francesa seja um pouco demais, mas o fato é que a jovem moderninha como tantas outras de idade semelhante é, sem dúvida, uma ótima cantora que conseguiu com um só álbum divulgado conquistar seu espaço em meio ao dilúvio musical da era do mp3 e do Youtube. Músicas como La vie à deux, Mademoiselle e Les Mots Docs são daquelas que não saem da cabeça e que contagiam até quem não entende nada de música. O único problema de suas músicas é que você pode não parar de escutar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: