Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Tecnofilia

Posted in Ciência e Tecnologia, Coluna, Internet by micheletavares on 09/07/2010

Inovação


No último dia 30 a Rossi, empresa do ramo imobiliário, levou seus clientes para verem a maquete, se é que assim podemos denominá-la, do seu mais novo empreendimento. Utilizando a realidade aumentada, técnica proveniente da ciência da computação, os clientes puderam visualizar, num vôo de helicóptero e através de um notebook, o prédio em tamanho real exatamente no terreno onde ele será construído quase como um holograma a La Star Wars. A realidade aumentada consiste na integração de elementos do mundo virtual com elementos do mundo real formando uma espécie de maquete em três dimensões completamente integrada ao mundo real. Além de ter oferecido aos seus clientes uma experiência a parte, a empresa ainda vai ser registrada no Guiness World Records  com o título de maior marcador de realidade do mundo com 900 m². Agora visitar stands de vendas imobiliárias certamente vai começar a ficar mais interessante.

Carreira

Apesar de mercado restrito, Sergipe também possui seus representantes no mundo dos quadrinhos e animação. Hoje podemos contar com ilustradores que além de serem reconhecidos aqui no estado, já estão construindo seu nome no mercado internacional como é o caso do ilustrador Adelson Tavares. Como em Aracaju o mercado de entretenimento envolvendo quadrinhos e games, ainda é muito inexpressivo, os profissionais do estado têm a internet como ferramenta essencial para conseguir contatos por todo o país e até fora dele construindo dessa forma suas carreiras e ganhando reconhecimento aqui no estado também. Da nossa terra grandes talentos também surgem. Agora, precisamos encontrar uma forma de reconhecê-los melhor e de proporcinar a eles um ambiente favorável ao desenvolvimento das suas cupações.

 

Lançamento do Firefox 4 promete manter o avanço do Mozilla


Na última semana foi anunciado que o Internet Explorer voltou a crescer depois de sucessivos avanços do Mozilla. O browser da Microsoft já ultrapassa 60% da preferência, mas, com o lançamento da nova versão beta do Firefox a navegação deve ficar mais leve e cada vez mais as pessoas poderão personalizar mais o seu browser (característica marcante do Firefox), com isso, o IE deve novamente sofrer uma queda. Além da velocidade, a nova versão da raposa deve corrigir várias falhas e permitir a visualização de vídeos em alta definição pelo HTML 5. Outra novidade é que o Google Chrome, a aposta da gigante da Internet, vem ganhando cada vez mais adeptos e já figura em 3º lugar na disputa dos navegadores. Se você quer testar (e deixar de usar seus add-ons), aproveite e faça o download, mas não é recomendável para quem não quer perder as atuais funcionalidades do seu browser.

Faça o download da nova versão aqui (disponível somente em inglês).

 

Google Chrome é o mais preparado para receber o HTML 5


 

A linguagem HTML convencional data de 1997, de lá para cá a Internet evolui numa velocidade nunca vista anteriormente. Mas, parece que o HTML 5 pretende sanar esse atraso na evolução da web. Ela não veio somente para substituir o Flash, o novo código permite organizar muito melhor o conteúdo de uma página. Além disso, ele permitirá que elementos feitos em javascript possam rodar sem paralisar o navegador e também possibilitará adicionar informações sobre geolocalização. Um outro fato interessante é que com essa linguagem o usuário poderá ler seus e-mails sem estar conectado (funcionalidade que, até hoje, só está disponível somente para o Gmail). Resta saber se esse novo código será acessível para todos os browsers e se ele rodará em computadores que não sejam de última geração.

Veja um infográfico (em inglês) sobre como funcionará o HTML 5.

Veja também um pouco mais sobre as novas funcionalidades.

Mouse está com seus dias contados

 

Novo projeto apresentado por um aluno do Massachussets Institute of Tecnology (MIT) propõe usar apenas a mão para controlar o cursor na tela do computador, aposentando assim o mouse tradicional. O estudante de engenharia Pranav Mistry, demonstra em seu site como o acessório pode ser substituído por movimentos da mão do usuário, com a ajuda de laser infravermelho. Segundo ele o laser cria uma camada invisível a olho nu na superfície, que ilumina as pontas dos dedos quando os movimentos são reconhecidos através de uma câmera, e o protótipo funcional custa aproximadamente US$ 20 (cerca de R$ 35) para ser produzido. Tecnologia ou exagero?

Campos conectado

Internet sem fio, em caráter de teste, já está disponível na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Os pontos de acesso são a Didática II, Biblioteca Central (BICEN), Centro de Ciências Exatas e tecnológicas (CCET) , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) e Diretório Central dos Estudantes (DCE). Para utilizar é necessário configurar o navegador para usar proxy. As informações de como configurar estão disponíveis no site de redes: http://www.rede.ufs.br.

O login pode ser feito pelos alunos utilizando o número da matrícula e o sistema do DAA, que correspondem respectivamente ao número de usúario e a senha. O intuito do projeto é que em breve possa atingir toda a Universidade. Estamos no aguardo.

*Equipe de reportagem: Morgana Brota, Eloy Vieira, Lorena Larissa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: