Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

O chororô do Almeidinha

Posted in Artigos by micheletavares on 14/07/2010

Artigo produzido no dia 14 de junho de 2010. Até presente data, o senador Almeida Lima, candidato a deputado federal, tinha  futuro incerto.

Por Tatianne Melo.

E ninguém cala esse chororô! Chora o presidente, chora o time inteiro, chora o torcedor!”, o clássico da torcida flamenguista retrata bem a situação atual do senador Almeida Lima (PMDB), barrado no Baile.

Nosso governador, Marcelo Déda (PT), anunciou! Sua chapa para as eleições 2010 é composta por: Jackson (vice), Eduardo Amorim e Valadares (senadores). E Almeida cadê? Para sua tristeza foi trocado pelo grupo forte eleitoralmente liderado pelos irmãos Edvan e Eduardo Amorim que junto com PT, PCdoB, PMDB, PSC, PSB, PSL, PDT, PRB, PR, PTdoB, PTB, PTN, PMN, PTC, PRP e PRTB formam a coligação.

Almeidinha lutou, relutou, dialogou, informou que tinha uma lista com assinatura de 60 prefeitos peemedebistas a favor de seu nome na chapa. Porém, segundo o Tribunal Superior Eleitoral a regra é clara, ops, a lei é clara, uma coligação não pode ter mais que dois candidatos ao Senado, então não tem jeito para o senador. Não, não! Quem o conhece sabe que ele luta até o fim. Avisou que o PMDB nacional intervirá no assunto, pois é inadmissível, segundos palavras do próprio, que um senador ficha limpa não seja candidato. “Querem é cassar um candidato Ficha Limpa? Como é que vão justificar ao povo de Sergipe a minha cassação sem que eu responda a nenhum processo?”. Seria uma cutucada no primo do coração, o Jackson Barreto (PMDB), que de acordo com as estatísticas é o 3ª deputado federal no ranking dos Ficha Suja. O deputado nega e afirma que é vítima do Tribunal de Contas, que seus processos no órgão são frutos de trapaças e nunca foi condenado em nenhum tribunal. “Ficha-limpa não é problema para Jackson Barreto!”

A memória do brasileiro é curta. Quem se lembra do Caso Renangate? Escândalo de corrupção envolvendo o senador alagoano Renan Calheiros (PMDB)  acusado de receber ajuda financeira de lobistas ligados a construtoras, que teriam pagado despesas pessoais que ocupou as manchetes da imprensa brasileira em 2007. E quem liderou a tropa de choque para absolver o senador alagoano e o único senador que aceitou as mentiras do alagoano no Conselho de Ética? Vossa Excelência, Almeida Lima. Agora lembram? Pois bem, um político que apóia com unhas e dentes um Ficha Suja e que envergonhou o estado de Sergipe em rede nacional para mim é um Ficha Suja também e Ficha Suja não merece concorrer a uma eleição.

Almeidinha é tinhoso e não vai querer ficar de fora do cenário político, tentará a qualquer custo a sua reeleição. Lançou a proposta de três candidatos ao senado no mesmo palanque. E diz que quem for contra é hipócrita. Déda contra-ataca, “Nossa coligação não teve casamento apulso, ninguém vai para delegacia, pois casamento com revólver na cabeça só em festa junina”. Mas o governador e seus aliados que se cuidem Almeida Lima não morreu, não é em vão que seu apelido entre os políticos é Memedinha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: