Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Festival Aperipê de Música prestigia o talento e a diversidade da música Sergipana

Posted in Cultura by micheletavares on 26/10/2010
 

 

 

 

Evento é marcado pelo propósito de estimular e divulgar a produção local em âmbito estadual e nacional através do Festival das Rádios Públicas do Brasil.

Por Sóstina Silva

Banda The Baggios, vencedora da categoria Melhor Letra e Música. (Foto: Gleiceane Silva)

O Teatro Lourival Batista tornou-se minúsculo para abrigar o grande público que foi até lá para conferir o resultado do Festival Aperipê de Música na noite do último sábado,  23 de      outubro. Mesmo sem cadeiras suficientes para abrigar todos que estavam lá, a platéia pôde prestigiar a música sergipana, mesmo em pé ou sentada, ocupando todos os espaços oferecidos pelo teatro. Além disso, o Festival foi transmitido ao vivo pela internet e pela rádio Aperipê FM e AM, com o propósito de obter uma  maior abrangência de público.

O Festival Aperipê de Música configura a etapa estadual do Festival das Rádios Públicas do Brasil (Arpub), um projeto de cunho nacional que visa promover a divulgação de obras e artistas, até então desconhecidos, abrindo espaço para a cultura local e para diversidade de sons e músicos dentro da programação das rádios públicas participantes do projeto. Neste ano, oito rádios públicas de oito estados diferentes estão participando. Entre essas, a Rádio Aperipê, representando Sergipe.

A idéia do festival das Rádios Públicas do Brasil surgiu através da Rádio Educadora FM, rádio pública do estado da Bahia, que desde 2003 realiza seus festivais com o mesmo propósito. Para a fase nacional da Arpub, cada uma das oito rádios públicas participantes do evento, enviará duas músicas que obtiverem melhor pontuação nas seguintes categorias: Melhor Música com Letra e Melhor Música Instrumental.

Banda Café Pequeno, Vencedora da categoria Melhor Música Instrumental. (Foto: Sóstina Silva)

Em Sergipe, a Aperipê contou com 84 inscrições para o festival. Dessas, foram selecionadas 30 por uma comissão de jurados ligados à Fundação Aperipê (Fundap) e por um mês foram tocadas nas rádios e disponibilizadas na internet para que o público votasse através do site. Pelo voto dos internautas, foram selecionadas as 10 músicas mais votadas e estas foram analisadas por um júri técnico,  desta vez desligados da fundação, que decidiu as duas grandes vencedoras para a fase nacional do Festival das Rádios Públicas do Brasil que irão representar Sergipe: A banda The Baggios com a música ‘Em outras’ na categoria de Melhor Música com Letra e Melhor Intérprete e a banda Café Pequeno, na categoria de Melhor Música Instrumental com a canção ‘Hang Drum Café’.

De maneira diferente do intuito original da Arpub, no qual não há mostra das bandas com a platéia, a Aperipê promoveu, no dia do resultado final da etapa estadual, uma mostra com as 10 bandas finalistas para o público, processo realizado devido à autonomia no regulamento da qual gozam os estados participantes do Festival da Arpub. “A gente acha interessante ter esse momento da mostra para o artista se encontrar com o público”, disse o organizador do Festival Aperipê de Música, Edézio Aragão.

Banda Mutante In Sanidade. (Foto: Gleiceane Silva)

Entre as finalistas, estava a banda Mutante in Sanidade, que é composta por músicos do interior, especificamente do município de Nossa Senhora da Glória, os quais enfrentaram algumas dificuldades no processo de inscrição no festival, cuja primeira fase foi executada através da  internet, entretanto, logo em seguida a entrega do material com a gravação da música e a devida documentação só pôde ser realizada presencialmente na Fundação Aperipê. “Isso atrapalha muito para quem vem de fora, a gente teve despesas para se deslocar”, afirmou Luiz Tiago, vocalista da banda “Mutante In Sanidade”. Em relação à divulgação do evento no interior do Estado, o meio mais facilitador foi a internet. “O alcance da Tv Aperipê não chega na cidade de Glória sem a parabólica, então fica difícil saber do festival”, relata o vocalista Luiz Tiago.

De acordo com o organizador do evento, Edézio Aragão, foram utilizados todos os meios que a Aperipê teve acesso para promover a divulgação do festival. “Ao nosso ver foi uma divulgação que deu pra fazer no tempo que teve pra fazer e o resultado disso é o público que veio, é a casa cheia”, explica.

No que diz respeito às etapas de seleção, a votação pela internet como critério de decisão dos finalistas, foi bastante questionada não só por ser um veículo com pouca segurança, como também por levar em conta a popularidade das bandas no estado. “Não concordo com a votação na internet, pois quem tiver muitos amigos sai beneficiado” opina o gaitista Júlio Rêgo, da banda Café pequeno. Para a cantora e compositora Patrícia Polayne, artistas com grande qualidade não puderam estar entre os finalistas do Festival devido a votos insuficientes na internet.

Entre as 30 bandas divulgadas pela Aperipê durante um mês e submetidas à votação online para a escolha das 10 finalistas, uma delas foi desclassificada por tentativa de fraudar o processo de votação pela internet, no entanto, foi descoberta a tempo pela Swapi  Agência Digital, segundo dados do Cinform.

Outros festivais

Cantora e Compositora Patrícia Polayne. (Foto: Edson Costa)

Na sua primeira edição, em 2009, o Festival Aperipê de Música teve como Melhor Música com Letra a cantora Patrícia Polayne com a canção ‘Arrastada’ que logo em seguida venceu a etapa nacional da Arpub. Embora no ano passado, o Festival tenha tido mais inscrições que neste ano, a diferença está na diversidade de artistas e composições que se inscreveram na segunda edição. “Do primeiro festival para o segundo a gente vê que tem aumentado o interesse das bandas e dos compositores em preparar trabalho para concorrer, para apresentar”, explica a presidente da Fundação Aperipê, Indira Amaral.

Através de festivais de música independente como o da Aperipê, é possível trazer ao público a produção cultural do estado, que de acordo com Tácio Pádua, integrante da Banda Sauna 970, o espaço para o cenário musical sergipano está melhorando aos poucos, muito embora a cultura da população sergipana ainda seja de importação. “Claro que muita coisa precisa ser mudada, acrescida, amadurecida, mas essa resistência do festival é fundamental porque os festivais fizeram uma grande história na música brasileira nos anos 60,70 e agora temos a volta dos festivais e os festivais continuam fortes mesmo fora do eixo da grande mídia”, alega a cantora Patrícia Polayne.

As vencedoras da etapa estadual, The Baggios e Café pequeno, estarão representando Sergipe na etapa nacional do Festival das Rádios Públicas do Brasil em dezembro, na capital mineira, Belo Horizonte.

Para a próxima edição do Festival Aperipê de Música, em 2011, o organizador do evento, Edézio Aragão, pretende aumentar o prazo para inscrição das bandas e para execução das músicas na rádio, com o intuito de promover uma maior divulgação.

Edézio Aragão, Organizador do Festival Aperipê de Música. (Foto: Edson Costa)

Limitações cotidianas enfrentadas pelos artistas Sergipanos

Existe uma lei estadual que determina que 15% da programação das rádios locais, públicas e privadas sejam preenchidas por artistas locais. No entanto, a realidade na grande maioria das rádios locais é bastante diferente no que diz respeito ao cumprimento dessa lei. Nesse contexto, somente a Aperipê, se propõe a inserir a produção local na programação da rádio.

Não obstante, os artistas sergipanos enfrentam obstáculos para divulgar suas canções devido à prática do “Jabá”, que consiste em recebimento de dinheiro de empresários para incluir determinadas músicas na programação e assim dificultando o acesso de muitos talentos que não tem recursos financeiros para divulgar-se. Não existe nenhuma lei que venha a punir a prática do “Jabá”, portanto não é ilegal, mas é, sobretudo, antiética e exclusora.



Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Edson Costa said, on 27/10/2010 at 8:43 pm

    Adorei sua matéria! Você aprofundou o tema num relato que é intimista, sem deixar de ser objetivo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: