Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

O país possui cerca de 3 milhões de jovens fumantes

Posted in Comportamento by micheletavares on 26/10/2010

A cada ano mais jovens estabelecem um vínculo ‘vitalício’ com a ‘fábrica de doenças’

Por Edu Santos

Efeitos danosos causados pelo cigarro (Arte: Mara Louise)

O número de jovens fumantes é cada vez maior em todo o Brasil, cerca de três milhões de pessoas com idade entre 15 e 24 anos são fumantes assíduos, constituindo um grau de dependência física e psíquica ao cigarro. Inúmeros fatores distintos podem explicar esse fato, porém o mais relevante é relacionado à formação da identidade psicológica desse jovem. Nessa fase eles enfrentam uma série de dúvidas e apreensões com relação a sua postura perante a sociedade.

Eles buscam o cigarro como um refúgio contra os anseios provocados pela fase de transição entre a infância e a vida adulta. Nesse processo muitos deles começam a fumar para adquirir determinado status de maturidade e assim inserirem-se mais facilmente em grupos sociais, que também são compostos predominantemente por jovens. Sua grande maioria tem plena certeza que domina o vício, no entanto não é isso que acontece.

A estudante de 17 anos de idade, Ana Patrícia de Oliveira começou a fumar aos 15 anos, de maneira lúdica. Não tinha consciência sobre os efeitos danosos do cigarro e foi influenciada por amigos. “Comecei a fumar em um show, meus amigos que me ofereceram. As pessoas que bebiam e fumavam eram tidas como maiorais e independentes pelos outros amigos e eu queria me inserir, aliás, quem não quer? E daí em diante me habituei a fumar e fui percebendo que o cigarro servia como uma válvula de escape para os meus problemas. Ficava nervosa e começa a fumar, ficava insegura ou preocupada e também descontava no cigarro. Quando me dei conta já estava fumando mais de um maço de cigarros por dia’’, admite a estudante .

O jovem ao começar a fumar praticamente estabelece um vínculo  ‘vitalício’ com a indústria do tabaco, pois consumindo regularmente durante a juventude, cerca de 90% se tornarão dependentes na vida adulta, e desse percentual apenas 3%  se livrará da dependência sem a ajuda médica. Fazendo uma comparação com outras drogas como a maconha que vicia 50% dos seus usuários e o álcool que vicia 13%, percebe-se o enorme efeito provocado ao cérebro pelo cigarro.

Segundo o Ministério da Saúde, o cigarro causa dependência ao jovem do sexo masculino em seis meses de uso constante e no feminino em apenas três semanas de uso na mesma intensidade, fato que é ligado as particularidades psico-emocionais de cada sexo . O número de fumantes do sexo masculino é maior cerca de 2% em relação ao feminino, no entanto as jovens começam a fumar dois anos antes e as que conseguem parar,deixam a dependência três anos antes em relação a eles.

Componentes do cigarro (Arte:Smoking News)

O cigarro é composto pela nicotina, que é a maior responsável pela dependência, e por outras 4719 substâncias tóxicas nocivas, que provocam 50 tipos de doenças diferentes, entre elas: câncer de pulmão, boca, estômago, pele, rim, além de doenças cardiovasculares, respiratórias e impotência sexual.O cigarro mata mais que a AIDS, cocaína, heroína, álcool, suicídios e acidentes de trânsito juntos.

O técnico em edificações de 46 anos idade, Roberto Ribeiro Sá, começou a fumar aos 12 anos e hoje vive um dilema, é obrigado a parar se quiser manter-se vivo, pois enfrenta um câncer pulmonar decorrente dos 34 anos de consumo intenso de cigarro. “Diariamente tenho que enfrentar sessões pesadas de tratamento radioterápico no hospital. Luto contra o câncer a mais ou menos dois anos. Perdi mais de 20 quilos por causa do câncer e do tratamento, mas mesmo assim ainda sou fumante e não consigo deixar o vício. O médico já me alertou muitas vezes e já fui submetido a alguns tratamentos, mas não venho tido muito sucesso. Hoje sou obrigado a decidir entre a minha vida ou o cigarro’’, desabafou  o técnico .

Intertítulo

Os órgãos da saúde juntos com os da educação vêm intensificando suas campanhas de conscientização direcionadas ao público jovem, que é a ‘força motriz’ do consumo de cigarro no país. Estas campanhas estão gradativamente sendo veiculadas nos meios de comunicação de massa. Várias leis também entraram em vigor nos últimos anos para coibir o tabagismo. O fumo é proibido nas escolas desde 1997, a propaganda de cigarro foi banida da TV desde 2001, suas embalagens vêm com mensagens e fotos impactantes acerca dos males provocados pela droga, os estabelecimentos comercias estão proibidos de venderem o produto para menores de 18 anos, foi proibido fumar em locais públicos fechados ,os impostos sobre o tabaco vêm em vertiginoso aumento , entre outras.

Com o advento da legislação antitabagista e das campanhas de saúde, o cigarro foi dissociado daquela imagem de beleza e glamour pregada pelos meios de comunicação e passou por uma pseudo-adaptação para manter -se vivo no mercado. Essa indústria adotou uma postura conciliadora para restaurar sua imagem, reconheceu em parte os efeitos danosos provocados por seus produtos, se ’abriu ‘ para negociações com os órgãos de saúde e vinculou-se a projetos de bem-estar social e de sustentabilidade.

Essa ‘fábrica de doenças’ vem resistindo intensamente a todas essas medidas sanitárias, apesar da grande diminuição dos seus ‘sócios vitalícios’ em fase adulta, o consumo entre os jovens vêm em crescente, estima-se que existam três milhões espalhados por todo o país e divididos em classes sociais distintas. Uma das grandes causas desse aumento é a facilidade que jovens menores de idade têm em adquirir o cigarro, apesar das leis, uma grande parte dos comerciantes ainda vende indiscriminadamente o produto a esses menores, ato passível de punição jurídica. Outro fato agravante é o preço do cigarro brasileiro, apesar dos aumentos tributários sofridos ainda é o 6 °  mais barato do mundo. A indústria tabagista do país é uma das maiores que existe, o Brasil é o maior exportador de tabaco e o quarto maior produtor, porém a maior parte desses dividendos vai para as multinacionais oriundas dos países desenvolvidos. E o país fica com bilhões em prejuízos decorrentes dos gastos com saúde e degradação ambiental.

Acompanhe abaixo o método desenvolvido pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) para o fumante parar de fumar:

Não será uma tarefa fácil, sua força de vontade será indispensável.

– Leia a respeito da composição do cigarro e de seus malefícios a saúde, reflita sobre o assunto.

-Se informe sobre os benefícios que você terá ao parar de fumar.

-Agora escolha uma data para ser o seu primeiro dia sem cigarro, esse dia será complicado e sofrido, no entanto procure fazer algo que goste muito para relaxar e se distrair.

-Você terá duas opções de parada, uma imediata e outra gradual. A imediata é a primeira opção, por ser mais eficaz, deixe de fumar de uma só vez. A gradual consiste em reduzir o número de cigarros consumidos, faça a contagem dos cigarros fumados a cada dia e reduza diariamente essa quantidade.

-Se não se sentir seguro mantenha-se longe de locais onde tenham muitos fumantes.

-Procure algum esporte para praticar, porém se não gostar de nenhum, faça algo que goste. O importante é movimentar o corpo e a mente.

– É normal o aumento em seu apetite e consequentemente o ganho de peso, pois ao deixar de fumar seu paladar ficará mais aguçado e o metabolismo se normalizará. Mantenha uma dieta nutritiva e saudável, evitando doces, alimentos gordurosos além do café e do álcool.

– A abstinência aparecerá de maneira intensa, provocando dores de cabeça, ansiedade, falta de concentração e obviamente vontade fumar, mas não desista, isso durará apenas duas semanas no máximo, seja forte. O apoio da família é imprescindível nessa fase.

-Haverá momentos de estresse que você verá o cigarro como a sua única diretriz, no entanto seja racional, acalme-se e entenda que momentos difíceis são normais e fumar não solucionará os seus problemas.

-Se a vontade de fumar persistir vá ao banheiro e escove os dentes, coma uma fruta, mantenha as mãos ocupadas com algo, ocupe a mente. Essa vontade dura apenas alguns minutos.

-Alguns ex-fumantes acabam voltando ao vício por acharem que já têm controle sobre ele. Resolvem fumar um único cigarro, no entanto acabam tendo recaídas.

-Recompense seu esforço, guarde o dinheiro que você gastaria com cigarro e conte-o ao final de cada semana. Depois pegue esse dinheiro e compre algo para você ou para alguém que você goste.

-Recupere sua saúde física e psíquica. Viva bem e sempre se policie.

Disque saúde (Arte:INCA)

19 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Julianna said, on 26/10/2010 at 10:16 pm

    Adorei , Dú *-*
    Super bem escrita !
    Beijo

  2. Maary Janne said, on 26/10/2010 at 10:18 pm

    Eita. Não é que o garoto leva jeito ?! Isso mesmo , tudo que ele falou está totalmente certo e depois dessa … qualquer com certeza pararia de fumar .
    Ficou ótima , gostei .

    P.S : paz mundial !

  3. Silmara Louise said, on 27/10/2010 at 12:41 am

    Parabéns, gostei bastante do assunto. Ótimo texto bem esclarecedor! xD

  4. Fernanda Andrade said, on 27/10/2010 at 12:49 am

    Reportagem muito bem feita…Além de mostrar todos os males,ainda mostra maior dificuldade entres os fumantes,que é justamente parar de fumar. Muito instrutiva!

  5. Anna C. said, on 28/10/2010 at 12:48 am

    Dú ‘-‘ , parabéns pela reportagem,
    Está bem legal e bem objetiva …
    Tô começando a achar que sua praia não é a geologia, tem que ficar no jornalismo mesmo!

  6. Lore Lopes said, on 28/10/2010 at 7:24 pm

    oow Duuh, adorei !
    ficou muito boa.. com certeza vai servir de auxílio para outras pessoas. ;**

  7. Juuh' said, on 29/10/2010 at 3:32 am

    Super legal a reportagem Eduu *—-*
    Está de parabéns!!
    É como Maary Janne comentou: tudo que você falou está totalmente certo e depois dessa … qualquer com certeza pararia de fumar .

    xeruu ‘

  8. Fernando said, on 30/10/2010 at 1:39 am

    Acho que um pouco mais de ilustração ou ilustrações melhor distribuidas iriam dar uma melhor fluidez ao texto, tem muuuuuuuitas frases, a leitura atrapalha um pouco, mas como já era para ser assim mesmo, talvez um pouco mais de imagens bastaria😀

    No resto, ótimo texto! ^^

  9. Camila Vianna said, on 30/10/2010 at 6:49 pm

    Adorei , abordou todos os aspectos possíveis desse submundo danoso que é o consumo e a comercialização do cigarro !

  10. Edu Santos said, on 31/10/2010 at 3:49 am

    Fernando vey , pior que nem dava pra inlustrar mais o texto,ele só podia ser composto por no máximo 3 figuras . E a leitura é densa em virtude do modelo, que é o de jornal impresso ,com maior teor de informação … =/
    Vlw gente =)

  11. Jonathan said, on 31/10/2010 at 4:18 am

    PARABÉNS PELO TEXTO EDU

  12. Isabella said, on 31/10/2010 at 4:22 am

    Muito bem escrito, parabéns!
    É disso que as pessoas precisam, informações esclarecedoras!

  13. Laís Azevedo said, on 31/10/2010 at 4:23 am

    Ficou muito bem feito, Edu. seria bom se os fumantes tomassem essa iniciativa. Enfim, parabéns.

  14. Endí Marani said, on 31/10/2010 at 4:51 am

    Fico muito bom Edu, parabéns. Tomara que os fumantes dêem uma lida nisso âe😛

  15. José Wilker said, on 31/10/2010 at 5:18 am

    Depois disso fiquei sem entender pq vc quer mudar de curso. Vc leva jeito pra Jornalismo. Depois eu leio tudo direito e comento melhor. Abraços…

  16. Mary PM' said, on 31/10/2010 at 7:08 pm

    Ceguiinho *—————*’
    Meu ceguinho cresceu já dá té pra trabalhar no Cinform hauahuahauhauah’
    [/brincadeirasaparte ;p *-*’
    O texto tá ótimo, e como wiilker msm diise não sei porque vc qer mudar o curso, você leva muito jeito pra cooisa (h’

  17. Mari said, on 01/11/2010 at 1:17 am

    Filhoo muito bom hein,
    pena que foi a última,
    daria um excelente jornalista😉

  18. Deyse said, on 01/11/2010 at 3:09 am

    Vc tem muito futuro viu Eduardo. Gostei muito da sua matéria…
    E se quer um conselho: não mude de curso! Sua estrela vaibrilhar ainda mais!
    Beijos!

  19. Diego Gomes said, on 07/11/2010 at 4:03 am

    Sim pow , curti a matéria . Bem escrita ,informativa e coerente !


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: