Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Uso racional do décimo terceiro salário

Posted in Economia by micheletavares on 05/12/2010

Por Fernanda Matos 

 

 

 

Foto: Fernanda Matos, Arte: Wellington Tadeu

 

 

De um lado, estão os endividados que lamentam ter que usar o décimo terceiro salário para liquidar as dívidas, e procuram orientações de como utilizá-lo da melhor maneira. De outro, estão as pessoas que pesquisam a melhor forma de investir o benefício. Os questionamentos de ambos são diferentes mas os segredos foram esclarecidos pela mesma pessoa o versátil  empreendedor Gilson Figueiredo.

Comerciante do ramo ótico em Sergipe, há 28 anos, Gilson milita no movimento lojista sergipano, estando atualmente à frente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de Sergipe (FCDL). Nascido em Itabuna, na Bahia, é formado em administração e já esteve na presidência da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), do Conselho Deliberativo do Sebrae, onde hoje está na diretoria técnica.

Constantemente na mídia, especialmente por ser uma figura indispensável ao debate econômico, Gilson Figueiredo nos recebeu com a simpatia que lhe é inerente e falou das perspectivas da economia do estado com o pagamento do décimo terceiro salário e como o consumidor deve planejar suas contas a fim de chegar ao final do ano com folga.  

Em 2010, cerca de 74 milhões de brasileiros serão beneficiados, segundo estimativa do DIEESE, com recebimento do 13º salário. Por que o 13° salário é utilizado por mais de 50% da população para pagar dívidas contraídas no decorrer do ano? 

De acordo com o histórico do 13º, cerca de 35 a 40 % desse recurso são destinados para pagamento de dívidas, com também na renegociação das mesmas. Isso acontece por se tratar de uma renda extra, que pode ser utilizada sem comprometer os compromissos e necessidades diárias e mensais assumidas com a nossa remuneração normal. Mas, a situação que seria considerada ideal, é aquela em que o 13º fosse utilizado para gerar novas rendas, como por exemplo, a poupança, aumento de patrimônio, investimentos profissionais, ou seja, algo que contribuísse para a melhoria da qualidade de vida das pessoas afirma o administrador.    

De acordo com o DIEESE, o número de pessoas que receberá o 13º salário em 2010 é cerca de 5,85% superior ao observado em 2009. A que podemos atribuir esse aumento?

Sem dívida alguma, a criação de empregos formais no país. Seja pelo aumento dos investimentos das empresas já existentes, como também pelo surgimento de novas empresas, notadamente, os micro e pequenos negócios.

Como o pagamento do 13° salário movimenta a economia do Estado?

Podemos imaginar o seguinte: A entrada de recursos para pagamento do 13º salário, das empresas privadas, do Estado e municípios, e ainda das aposentadorias, equivale a praticamente o dobro do que seria num mês normal. Portanto, a oportunidade de geração de negócios e a circulação desse montante, que é o pagamento do 13º, é extremamente significativo para toda a atividade econômica do Estado. 

Qual o setor sergipano que mais se beneficia com a entrada do 13° salário na economia do estado?

Na verdade todos, sem exceção.  Alguns são beneficiados diretamente, como é caso do comércio. Mas, posteriormente todos usufruem dessa injeção de dinheiro no mercado. 

Qual a sua visão para o crescimento do estado para esse fim de ano?

Embora não possamos comemorar neste final de ano, as finanças do Estado, em decorrência de alguns fatores, como a queda acentuada do fundo de participação, considero que o ano de 2010 foi positivo para a economia local. No que diz respeito ao comércio varejista, deveremos encerrar o ano com crescimento de 5 a 8%. Setores como a construção civil, e automotivo irão apresentar talvez os melhores resultados dos últimos cinco anos. 

Hoje encontramos muita facilidade para comprar veículos, imóveis e  eletrodomésticos em geral, a que se deve isso?

São vários fatores, mas considero a oferta de crédito, conjugado com o aumento do poder aquisitivo das pessoas e a elasticidade nos prazos de pagamento como fatores preponderantes.  

Foto: Fernanda Matos, Arte: Wellington Tadeu

Essa abertura de crédito para a população foi preponderante para que algumas pessoas ficassem endividadas?

Sem dúvida. O aumento na oferta de crédito nos induz a querer sanar nossos sonhos e necessidades numa velocidade incompatível com a nossa capacidade de pagar. No entanto, muita oferta de crédito, com uma economia estabilizada, requer calma e planejamento para assumirmos as dívidas. 

O décimo terceiro salário é responsável direto pelo aumento de vagas no comércio e na indústria? Essas vagas criadas são temporárias?

De forma alguma. Ele é responsável pelo crescimento das vendas nesse período. Na sua grande maioria, as vagas criadas nesse período são decorrentes do aumento do fluxo de clientes nas lojas. 

Trabalhadores informais ou temporários – contratações comuns neste fim de ano – não recebem este benefício. O que eles podem fazer em relação aos gastos comuns no fim do ano?

Veja bem. Esses trabalhadores devem procurar gastar apenas aquilo que seja compatível com a sua remuneração neste período. Eles não podem seguir o exemplo dos demais trabalhadores senão podem ter prejuízos futuros, podendo ficar endividados. 

Na sua opinião, os profissionais liberais são mais organizados financeiramente do que os profissionais de carteira assinada?

Não. A organização financeira das pessoas independe da profissão. É claro que os profissionais liberais, por conhecerem a sua instabilidade financeira, devem ser mais cautelosos do que os de carteira assinada, mas isso também não é regra.    

Alguns bancos antecipam parte do 13º salário. Em que situações esse tipo de empréstimo vale a pena?

No caso das empresas, servem para não comprometer o fluxo de caixa, desde que, se possível, possa depois ser pago (o empréstimo), sem maiores dificuldades. Para os trabalhadores, é uma situação que merece uma boa análise. Isso porque, a taxa de juros do adiantamento, geralmente é alta. Basta pensarmos nos rendimentos da poupança, por exemplo, que são em média de 0,65% e de fundos de aplicação que giram entre 0,8 e 0,9%”. O adiantamento do 13º salário só se torna vantajoso, quando, por exemplo, o cliente possui uma dívida que está sob juros ainda maiores que os praticados pelos bancos, como cheque especial e cartão de crédito. 

Para quem não tem dívidas, o 13º salário pode ser utilizado para formar um fundo de reserva? Quais são os melhores investimentos hoje para aplicar o 13° Salário?

Ah, se possível, seria uma excelente opção. Dependendo do valor do seu 13º, o mercado oferece um grande número de opções para aplicação. A poupança é uma opção para quem precisa do dinheiro no curto prazo. Mas temos aplicação em ações, que oferece ao investidor um horizonte de longo prazo, cerca de dez anos, CDBs, o aumento de patrimônio, investimentos profissionais, os de renda fixa e  a aplicação no  tesouro nacional. 

Recentemente um deputado federal levantou a hipótese de acabar com o benefício do 13º salário. Qual a sua opinião acerca dessa medida, caso fosse aprovada? 

Acho que a questão não é acabar com o 13º. O que se deveria priorizar é a desoneração da folha de pagamento das empresas. Caso isso acontecesse, todos os setores seriam prejudicados, comércio, serviços, industria, uma vez que teríamos menos renda, menos consumo e menos impostos a serem arrecadados.  

Na sua opinião, existe uma fórmula para não chegar ao fim do ano endividado?

Existe. A melhor recomendação para não chegar ao fim do ano endividado é ter uma disciplina rígida quanto aos gastos, fazer um planejamento rígido na aplicação dos recursos, e um pouco de sorte para que tudo corra bem, dentro do planejado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: