Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Jornalismo aliado ao Meio Ambiente, em Sergipe é possível?

Posted in Uncategorized by micheletavares on 07/12/2010

O Jornalista e apresentador do programa de rádio “Ecos em Debate” acredita que é preciso consolidar editorias de Meio Ambiente no jornais do Estado.

Por Sóstina Silva

A prática do Jornalismo Ambiental, incluindo a qualidade e a quantidade das matérias sobre Meio Ambiente está intimamente ligada ao modo como a sociedade se mobiliza em torno do tema, contudo o Jornalismo tem papel fundamental como agente mobilizador da sociedade ao selecionar o que é notícia e o que vai trazer para as discussões públicas da sociedade.  Em Sergipe, o cenário do Jornalismo Ambiental ainda é pequeno e com poucos Jornalistas engajados na causa. Com uma linguagem simples e dinâmica, o Jornalista e também professor de Produção e Recepção de Texto, Alex Nascimento firma o compromisso de unir Jornalismo às questões ambientais através do programa de rádio “ Ecos em Debate” , exibido às segundas – feiras das 13h às 14h, na Aperipê FM. O objetivo é claro: Levar conhecimento e debater Meio Ambiente com a população. Em entrevista concedida ao Empautaufs, o Jornalista revela que os veículos de comunicação de Sergipe ainda não dão a merecida atenção às questões ambientais e que se o Jornalista que deseja trabalhar na área ambiental puder fazer uma especialização, assim será melhor.

[Empautufs] – Como surgiu o interesse de aliar Jornalismo às causas ambientais?

Alex Nascimento – Primeiro pela importância do tema, pelo interesse que sempre tive pelo tema. Acredito que o interesse por jornalismo ambiental tem crescido à medida que cresce o interesse da própria sociedade.

[Empautaufs] – Você acha que é fundamental que o Jornalista tenha uma especialização sobre Meio Ambiente para poder trabalhar com Jornalismo Ambiental?

Alex Nascimento, Jornalista e Apresentador do programa "Ecos em Debate"

Alex Nascimento – Eu acho que qualquer que seja a área na qual o Jornalista esteja atuando é fundamental que ele se cerque de informações. E se ele puder fazer uma especialização na área que ele está trabalhando, melhor.

[Empautaufs] – Em sua opinião, os veículos de comunicação estão preparados para discutir Meio Ambiente e inserir os Jornalistas engajados nessa causa dentro das redações?

Alex Nascimento – Acho que a imprensa não tem dado devida atenção ainda para essa causa. Pessoas que vivenciam o cotidiano do Jornalismo muito mais do que eu afirmam que o Jornalismo Sergipano não tem dado o devido tratamento ao tema Meio Ambiente. Nos mais importantes jornais do estado de Sergipe não há nenhum caderno específico sobre o tema Meio Ambiente. Não nenhum programa de rádio, que não seja o programa Ecos em Debate. Não há nenhum programa de televisão focando o Meio Ambiente no Estado de Sergipe ou quadros com um pouco mais de tempo, com um pouco mais de atenção à questão ambiental.

[Empautaufs] – Qual a sua opinião sobre as pautas ambientais produzidas nos Jornais Sergipanos?

Alex Nascimento – As pautas são ricas, dá para se fazer Jornalismo Ambiental diariamente com matérias em profundidade, matérias interessantes. A biodiversidade de sergipana é rica. Não há justificativa para que a imprensa sergipana explore tão pouco tema Meio Ambiente.

[Empautaufs] – Em sua opinião, há despreparo por parte dos ecologistas em lidar com a imprensa por não conhecerem o processo de produção de notícias?

Alex Nascimento – Há muitos ambientalistas que se organizam através de ONGs e parte dessas instituições talvez ainda não tenham despertado para a importância de acionarem os meios de comunicação, de terem profissionais de comunicação fazendo parte dessas organizações de forma remunerada. Acho que as ONGs precisam estabelecer melhor relação com a imprensa, precisam ter profissionais de imprensa, se uma parte dessas ONGs estiverem atentas para isso já começam a estabelecer um melhor nível de comunicação com as agências de notícias.

[Empautaufs] – De que forma esse despreparo dos ambientalistas com a imprensa prejudica o processo de conscientização ambiental por parte da população?

Alex Nascimento – Compromete a partir do momento que eles deixam de ampliar as informações e os eventos que eles promovem. O prejuízo é de divulgação, de conscientização ambiental.

[Empautaufs] – Qual a sua opinião sobre as grandes empresas que atualmente se intitulam “ecologicamente corretas” através da propaganda?

Alex Nascimento – Algumas empresas estão transformando “limão em limonada”. São multadas, fazem acordos e pagam suas multas com compensações ambientais, o que é positivo. Muitas empresas hoje estão usando a bandeira do Meio Ambiente para se projetarem, mas ao mesmo há cada vez mais empresas percebendo que não há como fugir do tema Meio Ambiente. Nós temos hoje em dia empresas se preocupando em reduzir o que chamamos de pegada ecológica no processo de produção dos produtos. Mesmo que uma empresa esteja longe de ser ecologicamente correta, mas hoje já há uma preocupação mínima com o Meio Ambiente.  Esse comportamento se deve ao comportamento do cidadão, cada vez mais as pessoas se preocupam em ter posturas ambientalmente corretas e exigem das empresas posturas ambientalmente corretas, consomem produtos de empresas que são responsáveis ambientalmente. Há muita empresa oportunista, mas o fato delas se preocuparem em reduzir as suas pegadas ecológicas é um bom sinal.

[Empautaufs] – Como você acredita que as problemáticas ambientais estejam repercutindo no imaginário social?

Alex Nascimento – Contraditoriamente há uma preocupação que essas discussões em torno do Meio Ambiente não se “desgastem”. Apesar da imprensa brasileira e sergipana ainda não se voltar para o tema como se deve, é preciso ter cuidado em como se explora esse tema. Cada vez mais o tema Meio Ambiente tem sido divulgado e as pessoas estão se tornando conscientes de que é preciso ter um comportamento ambientalmente correto, apesar disso o que me parece é que essa consciência e informação não são revertidas em ação.

[Empautaufs] – Como o Jornalismo pode contribuir no processo de conscientização sobre as questões ambientais?

Alex Nascimento – Consolidando e montando editorias, dando um tratamento especial ao tema. Nós temos cadernos exclusivos para Esporte, cadernos exclusivos para Carros e não há para Meio Ambiente. Então os jornais podem contribuir cumprindo sua obrigação com os temas sociais do seu tempo.

[Empautaufs] – O Jornalismo em si, não é contraditório à causa ambiental já que depende de publicidade e de anunciantes, sendo essa a lógica da sociedade de consumo?

Alex Nascimento – Não, há muitos anunciantes que já tem uma determinada preocupação ambiental. Eu acho que à medida que as empresas tiverem uma postura mais ambientalmente correta, isso vai estimular aos anunciantes mais conscientes a vincular a marca da sua empresa.

[Empautaufs] – Qual a sua opinião sobre a utilização do papel na produção do Jornal Impresso e a questão ambiental?

Alex Nascimento – O jornal pode fazer isso de forma equacionada, buscar papel reciclado, buscar formas para redução do consumo de produtos químicos, redução da tinta, do uso da água na confecção do papel e há tecnologia para isso. É contraditório, mas não precisamos deixar de produzir jornal para defender o Meio Ambiente.

[Empautaufs] – O que você acha do trabalho das ONGs voltadas para a temática ambiental em Sergipe?

Alex Nascimento – Algumas fazem trabalhos muito interessantes, outras estão aprendendo. Acho que aquelas que forem oportunistas tendem a desaparecer porque o terceiro setor, que é um setor que emprega e que dá resultado, só se sustenta nele quem trabalha com seriedade. O que acontece é que muitas ONGs podem estar a serviços de partidos, à serviços de políticos, mas essas tem duração breve, a maioria é séria. Eu acredito no trabalho delas.

[Empautaufs] – O “Discurso verde” pode vir prejudicar a carreira profissional do Jornalista?

Alex Nascimento – Jornalista que não tem coragem pode ganhar dinheiro e ser morto para a história, não que Jornalista tenha que fazer história, mas Jornalista tem que se fazer respeitado. Se há uma profissão que não combina com covardia é ser Jornalista. Jornalista tem que saber o que quer e o que ele quer é notícia, é a verdade, se ele tiver que denunciar que denuncie.

[Empautaufs] – Uma hora de programação é suficiente para desenvolver seu projeto de trabalho sobre Meio Ambiente na Aperipê?

Alex Nascimento – Não. Iremos rever isso ano que vem. 2010 foi projeto experimental.

[Empautaufs] – E quais são os planos para o programa ano que vem?

Alex Nascimento – Vamos tentar fazer com que o programa passe a ser diário, fechar parcerias com apoiadores, montar uma equipe com remuneração e aproveitar o programa para desenvolver uma série de ações na área de meio ambiente, a campanha de intervenção urbana que queremos fazer, tendo o Meio Ambiente como foco, desenvolver algumas campanhas, mas a primeira coisa é estruturar o programa, fazendo um programa mais profissional.

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Diogo said, on 08/12/2010 at 2:47 pm

    Alex foi meu professor de redação, ele é muito legal.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: