Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Rádio Aperipê de Sergipe

Posted in Cultura by micheletavares on 07/12/2010

O diretor da Rádio Aperipê FM fala sobre a importância de se ter uma rádio pública no Estado.

                                                                                                                                                                                                                                                       Por Claudia Janinny

Fundada em 1939, a Rádio Aperipê surge como primeira emissora de rádio de Sergipe que agrega as rádios AM 630, FM 104,9 e Televisão canal 2, todos com o nome Aperipê. Durante todos esses anos desde a sua fundação, a rádio tem a preocupação de levar “Cultura e Informação” a

Mário Sérgio Félix- Diretor da Rádio Aperipê FM. Foto: Claudia Janinny

toda à população sergipana. Um trabalho sério que vem sendo desenvolvido por todos que compõe a rádio, aproximadamente 30 funcionários entre contratados e efetivos.

Recentemente a Rádio vem passando por algumas reformas na estrutura do prédio, destacando-se nesse processo  a modernização dos estúdios e a criação de mais dois específicos de sonorização. Também foram adquiridos novos equipamentos, juntamente com uma nova torre  de transmissão em fase de instalação.

O atual diretor da Rádio Aperipê FM, Mário Sérgio Félix está na rádio há seis anos, como apresentador e administrador da mesma, um bom tempo para falar sobre a rádio: como é o funcionamento; a relação com as outras emissoras e a importância de se ter uma rádio pública no Estado. E todos esses temas foram abordados na entrevista abaixo, concedida por ele ao EM PAUTA UFS e realizada na sede da Rádio Aperipê FM em seu estúdio de gravação.

 

O que é uma rádio pública?

Uma rádio pública é desenvolvida, de forma que, toda a sua programação seja voltada para a sociedade, ou seja, em seu segmento deve existir o debate da cultura, da educação, da saúde e de tudo aquilo que a sociedade, principalmente a sociedade carente, necessita ter conhecimento. A Rádio Aperipê, como sendo uma rádio pública, elabora uma programação que permita ao ouvinte o acesso à educação, cultura e principalmente à informação.

Como é o gerenciamento da rádio Aperipê?

O gerenciamento da Aperipê é coletivo. Este se dá por conta de um colegiado onde todas as pessoas que fazem parte da rádio, entre elas,o diretor da aperipê FM, o diretor da Aperipê TV, a presidente da fundação Aperipê, o diretor de marketing  entre outros  se reúnem para estudar  a viabilidade de levar informações sobre educação, saúde, segurança  e cultura para toda a sociedade.

Existe uma preocupação com a audiência?

Existe sim, a rádio pública não é somente para que  seja colocada no ar, sem ao menos saber se é ouvida ou não . Há uma preocupação, até porque a gente tem que medir a audiência da rádio  para saber se a sociedade está gostando da programação,e se essa está suprindo a necessidade da população de informação acerca de educação, saúde, segurança pública, etc.A eficiência e a eficácia da informação é medida de acordo com a nossa audiência. E a partir daí podemos elaborar e aprimorar o tipo de programação que a sociedade necessita.

Como é tratada a cultura sergipana?

A cultura sergipana é tratada de forma bem específica. O complexo Aperipê destina um dia no mês justamente para desenvolver a cultura do nosso Estado. A última sexta- feira de cada mês,  na Rádio Aperipê FM e AM, é um dia voltado exclusivamente para a cultura sergipana. Nesse dia nós só tocamos músicas sergipanas e desenvolvemos temas exclusivamente sergipanos. Então a cultura sergipana é muito mais presente em nossa grade de programação.

Como é trabalhado o esporte de Sergipe pela Rádio Aperipê?

O programa esportivo sempre foi um dos principais programas em nossa grade. Desde a época de Difusora que o esporte vem sendo o ponto forte da rádio. Totalmente com independência, tratamos o esporte de forma ampla, não simplesmente falamos sobre o futebol. A Rádio Aperipê,talvez seja uma das poucas rádios que mais dão ênfase aos esportes olímpicos, pois os tratamos como devem ser tratados: na mesma dimensão do futebol.

Como novos artistas sergipanos podem divulgar os seus trabalhos na rádio?

Talvez a Rádio Aperipê AM e FM sejam uma das que mais tocam as músicas sergipanas. O artista sergipano sempre teve uma história de muita união com a Rádio Aperipê. Tanto é que no próprio Projeto Sergipanidade são tocadas somente músicas sergipanas. Os artistas sergipanos chegam aqui na rádio para começar a divulgar os seus trabalhos e uma das coisas mais importantes que nós temos aqui é que, a cada meia hora uma música sergipana é executada. Então dentro da programação da Rádio Aperipê, a cada meia hora um artista sergipano tem destaque na programação da radio.

 

 E os artistas já consagrados?

Eles também têm a sua participação na rádio. Porque nós entendemos que os artistas consagrados não podem ficar somente numa grade de programação. Muitas vezes este artista tem que ser colocado junto a outro que não tenha expressão, para que ao mesmo tempo em que se ouça um artista já conhecido possa-se ouvir também o que não tem muita visibilidade. Vou dar um exemplo, um Chico Buarque de Olanda vai ser colocado na rádio então a sociedade em geral escuta, mas sabendo que depois daquele artista vai ter um artista sem expressão então você força as pessoas a escutarem a música de um  artista não conhecido pelo grande público.Vai-se  intercalando toda a programação, fazendo com que todos sejam escutados. Tendo dois artistas com expressão e no meio um que não tenha, então forçadamente se começa a escutar esses artistas menos expressivos.

Como é o relacionamento com emissoras concorrentes e comerciais?

É o melhor possível. Eu acho que a Aperipê até por ser uma rádio pública, não pode ficar tratando as outras como concorrentes. A gente deve fazer um trabalho principalmente de parcerias, porque o que está em jogo é justamente a cultura sergipana. Existem já outras rádios que estão começando a aderir o Projeto Sergipanidade desenvolvendo-o também, não um dia em cada mês, mas já começam a dar uma ênfase maior ao artista sergipano,  e isso é fundamental.

Existe algum tipo de intercâmbio com outras emissoras públicas?

Existe sim. A Rádio Aperipê hoje faz parte do Pool de emissoras públicas denominado Associação de rádios Públicas do Brasil (ARPUB), onde trocamos toda uma grade de programação que temos com as outras. Dentro dessa parceria existe um projeto chamado Conexão Brasil, em que todos os artistas sergipanos são tocados durante um mês cerca de três a quatro vezes por dia, ou seja, é o artista sergipano sendo tocado em todo Brasil 108 vezes por dia. Essa parceria com as outras rádios públicas é muito importante tanto para o artista sergipano, quanto para os demais artistas de outros estados que também têm seu espaço em nossa rádio.

O Governo interfere na programação? Como?

Não existe interferência do governo na programação, o que existe é um direcionamento. O Governo traça uma meta, uma linha de programação, que é colocada para a TV e para a Rádio. Por exemplo, instituiu que a rádio deve ter uma linha de programação, como o slogan mesmo diz: “cultura e informação”. A partir dessa instrução elaboramos a nossa programação.

Existem mudanças do governo passado para o atual? Quais?

Existem muitas mudanças, a começar pela total reparação dos equipamentos da rádio. Antes tínhamos equipamentos sucateados e a rádio não era ouvida porque o seu transmissor não dava condição de atingir o Estado de Sergipe. A linha de raio onde a Aperipê atuava não passava de Aracaju. Então, assim que assumiu a administração, o atual Governo fez vários reparos na rádio: todos os estúdios foram forrados; equipamentos de ponta foram colocados; houve um investimento no transmissor para que a gente pudesse levar novamente a todo o Estado de Sergipe a programação da Aperipê. Portanto existe uma diferença muito grande, principalmente pela reparação e nova estrutura que o atual Governo proporcionou a sociedade e também aos funcionários dessa casa.

Rádio Aperipê FM. Foto: Claudia Janinny

Já são suficientes?

Não, existe sim um compromisso maior de que a gente não pare por aí. Um compromisso, por exemplo, de fazer outros tipos de investimentos: levar a programação da Rádio Aperipê a outras rádios comunitárias e principalmente no interior do Estado. Existe outro projeto de Sergipe voltar a ter os programas de auditório, pois sempre foi referência nos demais Estados. . É um compromisso e um projeto que o Governo vem querendo desenvolver para o ouvinte sergipano, bem como dar segmento nos próximos anos aos Festivais de Música, que tem dado certo na atual administração. Tivemos uma artista sergipana sendo premiada como vencedora do primeiro Festival de Música Nacional e isso é muito importante.

Durante todo esse tempo existe algum ponto em que tenham errado?

Existe sim. Muitas vezes na intenção de querer acertar acaba-se errando. Por exemplo, tentamos desenvolver um programa para as madrugadas que não deu certo e tivemos que tirar do ar. Por isso, ainda sentimos a necessidade de elaborar uma programação para essas pessoas que trabalham nesse horário (médicos, vigilantes, entre outros) que não têm um programa para ouvir. Mas iremos nos reunir mais uma vez, para juntos pensarmos em algo que seja interessante para esse público específico.

Considerações finais

Eu acho que nós temos muito que comemorar, principalmente nesses últimos quatro anos, em que a rádio tem crescido consideravelmente. Eu digo isso com muita satisfação, tanto da equipe com quem trabalho que são pessoas competentes e compromissadas com a cultura, quanto com o Governo que se propôs a levar à população esses dois segmentos: cultura e informação. Também é gratificante ver que o ouvinte esta satisfeito com a programação e que confia no que é transmitido por nós, afinal é tudo feito com muito amor, carinho, dedicação e seriedade. É uma honra fazer parte dessa história.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: