Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Uma voz que não cala

Posted in Cultura, Música by micheletavares on 14/12/2010

Por Hugo Fernandes

 

Ana Carolina - Foto retirada do site http://eventtospe.blogspot.com

“Você pode me ter do jeito que quiser

Eu não vou fazer esforço pra te contrariar

De tantas mil maneiras que eu posso ser

Estou certas que uma delas vai te agradar”  Rosas.

Mineira, sempre com muito contato com cachoeira, montanha e poucas lembranças sobre o mar. Nasce em Minas Gerais na cidade de Juiz de Fora, em 9 de Setembro de 1974, Ana Carolina, futuro destaque no cenário musical do Brasil. Perde seu pai quando tinha apenas dois meses, com mais dois irmãos,  a cantora declara ser fruto de uma provável traição entre sua mãe e outro homem.

Partes do tempo a menina Ana Carolina ficava a cantar no salão de cebelereiro de sua mãe, no bairro Granbery. Usava rolos de cabelo como microfone, para entoar músicas de Caetano Veloso. Fazendo do Salão seu palco. Aos 12 anos a menina começou a tocar violão, sozinha, apenas ouvindo. Quando completou 16 a adolescente declarava a mãe sua bissexualidade, sendo aceita normalmente. Foi nesta época que ela passava vários dias trancada no quarto alimentando-se somente de pizza, pois era a única coissa que passava por debaixo da porta, daí se deu a inspiração para escrever a música “Trancado”. E ainda aos 16 descobriu ter diabétes.

Com influências músicais desde pequena, sua avó cantava no rádio e seu avô na igreja. Seu tios-avós tocavam percurssão, piano, cello e violino. Tendo como inspiração, cresce ouvindo ícones da música no Brasil e no mundo como; Chico Buarque, Maria Bethânia, Nina Simone e Alanis Morissette. Identificada como contralto, por sua voz grave e forte,  a cantora também consegue alcançar notas muito agudas, fazendo com que sua extensão vocal  a faça interpretar várias músicas.

Ainda na adolescência começa a tocar em bares na sua cidade natal, aos 18 anos. Usando em suas apresentações composições de Chico Buarque, Tom Jobim e Ary Barroso. Ana começou  a cursar Letras, na Universidade Federal de Juiz de Fora, onde logo cedo abandonou o curso. Com o passar do tempo também veio o reconhecimento, sendo convidada a cantar na aberturado concerto da Orquestra Internacional de Ray Conniff, em 1997. Durante suas viagens Ana Carolina, costumava ficar hospedada na casa de sua amiga Cássia Eller. Durante um show em Belo Horizonte um rapaz aparece no camarim da cantora com uma composição feita durante o show, enquanto a assistia. A música era Garganta, seu primeiro sucesso, e o rapaz era José Antônio Franco Villeroy, este que se tornaria adiante, um dos seus melhores amigos e parceiro eterno em suas composições.

Angela Ro Ro e Ana Carolina. Foto retirada do site http://www.musicaeletra.com.

Em 1998 Ana, assina contrato com a BMG, dispensando outra gravadora. Então naquele ano a cantora teria duas músicas lançadas  em telenovelas da Rede Globo, as músicas seriam “Garganta” e ”Tô Saindo”. Em 2000, Ana recebe sua primeira indicação ao Grammy Latino, concorrendo na categoria brasileira de “Melhor Álbum Pop Comteporâneo”, sendo então apontada como “A grande promessa da MPB” comparada com Cássia Eller e Zélia Duncan.

Em 2001, a cantora lança o Disco ”Ana Rita Joana Iracema e Carolina”, vendendo 100 mil cópias, conquistando o disco de ouro e logo depois conquistando a marca de 300 mil cópias, alcançando a conquista do disco de platina. Em 1º de maio do mesmo ano a cantora, sofre um acidente com seu carro as cinco da manhã, sendo levada para a UTI e levando cerca de 30 pontos acima da orelha e sofrendo uma fratura na Tíbia.

Em 2003 Ana lança o disco “Estampado”, a própia diz que este trabalho é a sua cara, pois leva uma batida mais próxima do Rock’n’

Cantora Ana Carolina. Foto retirada do blog http://anacsouza.blogspot.com

roll. O disco rendeu 100 mil cópias, sendo considerado o seu melhor trabalho. Em todos os cantos se ouvia a Ana Carolina, fazendo lhe render outro Cd de Ouro. Como se não bastasse a cantora lança o disco Estampado – Um instante que não para. Trazendo neles as faixas; Vestido Estampado, Outra vez e Eu gosto é de mulher, esta última canção sendo transformada num discurso gay pela cantora. O cd Perfil, lançando em 2005, foi emplacado como o mais procurado com 320 mil cópias vendidas, rendendo Disco de Platina, Platina Duplo e Diamante.

Desde o ínicio de sua carreira Ana Carolina enfrenta preconceitos, mas frequentemente encara todos com bom humor e tranquilidade. A cantora confessou suabissexualidade a sua mãe de supetão, declarando em uma conversa; “Mãe eu gosto de homens e mulheres, dá pra passar aquilo ali por favor?” segundo  a cantora ela tentou ser o mais natural e dura possível com a mãe, que aceitou tranquilamente. Em entrevista ao Programa do Jô a cantora disse que homossexualidade, mediunidade e voz, todo mundo tem. Mas, só alguns desenvolvem. Mas a mesma afirma que não sente nehuma vontade em levantar bandeira, nem lutar por direitos para com os gays, pois segundo ela, fica parecendo que homossexulidade é doença.

Em 2007 a cantora ganha o prémio de Melhor Cantora, no Prémio Multishow, graças ao disco lançado neste ano, intitulado “Dois Quartos”. A cantora também acaba vencendo o prémio de Melhor Show, em 2008, com o Disco “Multishow Ao Vivo-Dois Quartos”. E em 2009 é lançado o “Cd N9ve”, trazendo em suas faixas, ritmos novos como salsa e Bossa Nova, comemorando então dez anos de carreira.

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Ramom Moura said, on 14/12/2010 at 7:57 pm

    Menino você é fera mesmo hem?!
    Tem tudo pra ser um grande jornalista.
    Meus Parabéns!!!

  2. Thaís said, on 14/12/2010 at 8:19 pm

    Arrasou, Hugo!!

  3. Lisa Santiago said, on 14/12/2010 at 10:06 pm

    parabéns, você conseguiu descrever a Ana com grande originalidade,o que demostra que você além de conhecê-la bem é um ótimo jornalista.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: