Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

D. Pedro, um príncipe “à moda da casa”.

Posted in Perfil by micheletavares on 15/12/2010

Dom Pedro I (Foto: google.com.br)

Por Eudorica Leão

Quem avistasse aquele menino de cabelos cacheados e negros,  nariz aquilino, olhos pretos e sorriso largo correndo pela Quinta da Boa Vista ou pela Fazenda Santa Cruz, não imaginaria que se tratava do herdeiro do trono e futuro Imperador do Brasil. D. Pedro não era exatamente o que se esperava de um príncipe.

O segundo na linha sucessoria, D. Pedro torna-se o herdeiro do trono após a morte de seu irmão mais velho, Antonio. Preterido pela mãe, Carlota Joaquina, em favor de seu irmão Manoel, foi criado solto “como Deus cria batata”. É possível que, essa falta de cuidado por parte da rainha, tenha moldado de maneira particular o comportamento do jovem Pedro.

Grosseiro, mal educado, impaciente com as cerimônias oficiais era também uma pessoa de sorriso farto, de uma simplicidade incomum para os homens brancos da época e para os nobres em particular. Misturava-se ao povo como se dele fizesse parte. Contrário à escravidão africana e a pretença superioridade da raça branca, dizia saber que seu sangue e o dos negros não se diferenciavam na cor.

Adulto, tinha três grandes paixões: música, cavalos e mulheres. Tocava nove instrumentos, entre estes o mau falado violão, ou viola francesa como era chamado na época; instrumento considerado vulgar, ainda mais quando usado para executar o lundu, música de “negros” onde o convite para dança era feito com uma umbigada. D.Pedro era um exímio tocador de lundu, e o fazia em bares e ruas de fama duvidosa do Rio de Janeiro.

Sua outra paixão eram os cavalos. Aprendera a montar caindo, no total foram 36 quedas. Mas a prátiaca não se limitava a montaria, cuidava pessoalmente de seus animais.

Quanto às mulheres… Bem, D. Pedro não era exatamente um monge, e nem a essas deixava passar,  a exemplo de Ana Augusta, monja portuguesa com quem teve um filho, a quem dera o primeiro nome do pai: Pedro.  Sua fama de mulherengo e conquistador era tamanha, que os pais cuidadosos literalmente escondiam suas filhas quando sabiam que D. Pedro estava nas proximidades.

Amante insaciável, D.Pedro bulivana escravas, frequentava bordéis, seduzia moças de familia e sabe-se lá mais o que. Dizem que a esposa do imperador, imperatriz D. Leopoldina morreu de tristeza, por causa das inumeras aventuras amorosas do marido. Diante da difícil tarefa de listar as amantes de D. Pedro, falemos então da mais famosa: Domitila de Castro e Canto Melo, a marquesa de Santos ou “Pompadour dos Trópicos” como ficou conhecida na Europa.  Nem mesmo sua paixão pela marquesa conteve os ânimos do D. Juan do Novo Mundo. D. Pedro teve um caso com a irmã da marquesa de Santos, a baronesa de Sorocaba Maria Benedita de Castro Canto e Melo, que lhe dera um filho.

Aliás, D. Pedro foi pai de muitos filhos, 18 no total entre legítimos e inlegitimos. Se a fama de mulherengo risca sua imagem de marido, que isso não atinja a imagem do pai, era tido como cuidadoso e amoroso. Ao renunciar ao trono em favor de seu filho, escreve-lhe uma carta onde trata Pedro de Alcantara João (futuro D. Pedro II), ainda uma criança de cinco anos, por “Meu querido filho e meu imperador”. D. Pedro mostra-se um homem emotivo, a quem as lágrimas o impediram de responder com maior brevidade uma carta do filho. A saudade dilacera o coração daquele pai, para quem  “Deixar filhos, pátria e amigos, não pode haver maior sacrifício; mas levar a honra ilibada, não pode haver maior glória”.

Possuidor de um temperamento extremista, capaz de grandes ódios e grandes amores, não é dificil listar  para cada nome seu (e era extenso: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon) um vício e uma qualidade. Definiu-se como verdadeiro, humano, generoso e “capaz de esquecer as ofensas que me são feitas.”

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: