Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Danny Elfman, um gênio da musica cinematográfica

Posted in Cultura, Música, Perfil by micheletavares on 15/12/2010

Fotografia de Bob Charlotte / PR Photos.

Nomeação de Danny Elfman para o Oscar de 2009 por "Milk"

A consagrada trajetória de um dos maiores compositores de trilhas sonoras da atualidade.

Por Matheus Alves

A trilha sonora, é uma das principais bases de um bom filme. É tão importante quanto a atuação dos atores e a competência do diretor. As imagens e o som, é capaz de imprimir no espectador uma torrente de emoções. Uma cena sem musica não provoca tanto impacto quanto uma cena embalada pela melodia certa. A trilha sonora é capaz de despertar a tensão, a emoção, a repulsa, a compaixão e a ira do público. Todo diretor que espera que seu filme seja um sucesso de bilheteria, tende a escolher um compositor que seja capaz de dar vida às cenas de seu filme, transmitindo as emoções na dose certa e necessária, sem direito a erros, por mais que alguns deles venham a acontecer. E Danny Elfman é um desses magos da composição responsável por ajudar a alavancar diversos títulos.

Considerado por muitos um gênio, possui atrelado ao seu nome enormes sucessos de bilheterias e parcerias importantíssimas ao longo de sua carreira, como a dos diretores Tim Burton, Sam Raimi, Ang Lee e Brian de Palma. Muitos espectadores que não se preocupam com a parte técnica dos filmes que assiste, pode até não conhecê-lo por nome, mas com certeza já ouviu suas composições, cantarolou-as em determinados momentos, possuem como toque de celular e et ceteras.

Robert Daniel Elfman nasceu em 1953 em Amarillo, Texas. É filho de uma autora de livros infantis e de um oficial da Força Aérea Americana. Iniciou sua carreira musical como cantor e compositor da aclamada banda de rock ‘The Mystic Knights of Oingo Boingo’ (Os Guerreiros Místicos de Oingo Boingo), formada por seu irmão, o diretor Richard Elfman, em 1972. A banda, que depois passou a ser chamada apenas de ‘Oingo Boingo’, conquistou um grande numero de seguidores até o seu fim momentâneo em 1995, mas ficou restrita ao sul da Califórnia, não chegando a ter um grande reconhecimento nacional ou internacional.

A Oingo Boingo tornou-se um dos principais grupos ‘cult’ da década de 80 dos EUA. Em meio ao sucesso da banda, Elfman passou a contribuir para faixas de filmes populares e compôs a trilha para um filme idealizado por seu irmão, “Zona Proibida” (The Forbidden Zone, 1979). A banda fez também aparições no filme “De volta para a Escola” (Back to School, 1986) e interpretaram a faixa titulo do filme “Mulher Nota 1000” (Weird Science, 1986), composta por Elfman.

A trilha sonora de ‘Zona Proibida’ foi a estreia de Elfman como compositor para o cinema e marcou o inicio de sua carreira, que primeiramente se estruturou como compositor para filmes independentes e peças de teatro. Foi na metade da década de oitenta que um fã do grupo, o novato diretor Tim Burton, convidou Elfman para trabalhar em algumas das canções de “As Grandes Aventuras de Pee Wee” (Pee-Wee’s Big Adventures, 1985).

Fotografia por Warner Bros Records

Tim Burton e Danny Elfman, uma parceria de 25 anos.

 

Essa foi apenas a primeira das doze parcerias que os dois viriam a ter ao longo de 25 anos, onde Elfman só não fez parte de três filmes, dos quinze assinados por Burton como diretor, “Ed Wood”(1994), “Vicent and Me”(1995) e “Sweeney Todd”(2007). Ele compôs as trilhas para filmes de estrondoso sucesso de Tim Burton, como “Os Fantasmas se Divertem”(Beetlejuice, 1988), “Batman”(1989), “Edward Mãos-de-Tesoura”(Edward Scissorhands, 1990), “O Estranho Mundo de Jack”(The Nightmare Before Christmas, 1993), “A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça”(Sleepy Hollow, 1999), “A Fantástica Fábrica de Chocolate”(Charlie and the Chocolate Factory, 2005), “A Noiva Cadáver”(Corpse Bride, 2005) e mais recentemente, “Alice no País das Maravilhas”(Alice in Wonderland, 2010).

É dele a composição das músicas de Hannibal Lecter no último filme da trilogia, “Dragão Vermelho”(Red Dragon, 2002), das peças instrumentais para o premiado musical “Chicago”(2002), é o responsável pelas partituras das três versões do “Homem-Aranha”(Spider-Man) de Sam Raimi e o “Hulk”(2003) de Ang Lee. Também de sua autoria há filmes como “Dick Tracy”(1990), “Missão Impossível”(Mission: Impossible, 1996), “Um Plano Simples”(A Simple Plan, 1998), “A Menina e o Porquinho”(Charlotte’s Web, 2006), “A Família do Futuro”(Meet the Robinsons, 2007) e “O Exterminador do Futuro – A Salvação” (Terminator – Salvation, 2009)”.

Embora a maioria de seus trabalhos tenham sido voltados pra telonas, para a telinha Elfman também criou boas composições, principalmente para as séries de TV como “Na Mira do Tira!”(Sledge Hammer!, 1986-1988), “Contos da Cripta” (Tales from the Crypt, 1989-1996), “The Flash”(1990-1991), a abertura da serie cômica “Desperate Housewives”(Donas de Casa Desesperadas, 2004- ). Para as animações, seu nome é associado à “Beetlejuice”(1989-1992), “As Novas Aventuras de Batman e Robin”(The Adventures of Batman & Robin, 1992-1999), Family Dog(1993), “The Dilbert Zone”(1999-2000), e talvez o mais famoso de todos, “Os Simpsons”(1990- ).

Elfman cita frequentemente Prokofiev, Sravinsk e Bartok como seus compositores clássicos favoritos, mas as principais influências Hollywoodianas para suas composições vem de Nino Rota, Carl Stalling, Erich Wolfgang Korngold, Kiklos Rozsa, Franz Waxman e Bernard Herrmann. E foi justamente a influência de Herrmann que lhe permitiu ser cotado para recriar a trilha clássica da refilmagem de “Psicose” (Psycho, 1998).

Foto cortesia de BMI

Premiação recebida pela Broadcast Music, Inc

Seu primeiro premio veio em 1989, um Grammy pela trilha sonora de Batman. Também foi indicado diversas vezes ao Grammy pelos títulos “Homem-Aranha”, “O Planeta dos Macacos”, “Edward Mãos-de-Tesoura”, “Dick Tracy” e “MIB:Homens de Preto”. Foi indicado uma única vez ao Emmy por sua trilha sonora composta para “Os Simpsons”. Em 1993 foi indicado a um Globo de Ouro pela trilha sonora de “O Estranho Mundo de Jack”, onde suas notas pesadas e macabras permeiam todo o filme, dando a atmosfera gótica e sombria típica nos filmes de Burton, contando também com algumas composições onde ele empresta sua própria voz.

Apesar de ser considerado um dos compositores mais produtivos e respeitados do mercado, tendo trabalhado em alguns dos maiores filmes de Hollywood, Elfman ainda não ganhou nenhum prêmio Oscar apesar de já haver sido indicado quatro vezes, as duas primeiras foi em 1997, quando ele recebeu indicações pela trilha de “MIB:Homens de Preto” (MIB, 1997), sendo que também assinando o segundo titulo da série, “Homens de Preto II” (MIIB, 2002) e a outra por “Gênio Indomável”(Good Will Hunting, 1997), onde assina como co-produtor.

Sua terceira indicação ao Oscar veio em sua nona colaboração com Tim Burton, “Peixe Grande e suas Histórias” (Big Fish, 2003). A quarta indicação só veio cinco anos depois, por suas músicas em “Milk” (2008), uma cinebiografia do diretor Gus Van Sant sobre Harvey Milk, um ativista político que lutava pelos direitos dos homossexuais e foi assassinado em São Francisco.

Estes são apenas alguns dos títulos atrelados a Danny Elfman. Filmes com grande sucesso de bilheterias, marcados por belíssimas composições sonoras e diversas indicações a premiações, desde grandes a pequenas. Elfman possui um estilo único de composição, que chega a ser uma mistura de tudo que é conhecido com particularidades adquiridas ao longo de sua extensa experiencia no mercado musical. Atualmente é casado com a atriz Bridget Fonda, que conheceu durante as gravações de “Um Plano Simples” com quem teve um filho chamado Oliver de cinco anos e é pai de mais duas meninas de um casamento anterior.

Foto-montagem por Matheus Alves

Alguns dos filmes em que Elfman compôs para Burton

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: