Técnica de Produção, Reportagem e Redação Jornalística

Tecnofilia

Posted in Ciência e Tecnologia, Coluna, Internet by micheletavares on 09/07/2010

Inovação


No último dia 30 a Rossi, empresa do ramo imobiliário, levou seus clientes para verem a maquete, se é que assim podemos denominá-la, do seu mais novo empreendimento. Utilizando a realidade aumentada, técnica proveniente da ciência da computação, os clientes puderam visualizar, num vôo de helicóptero e através de um notebook, o prédio em tamanho real exatamente no terreno onde ele será construído quase como um holograma a La Star Wars. A realidade aumentada consiste na integração de elementos do mundo virtual com elementos do mundo real formando uma espécie de maquete em três dimensões completamente integrada ao mundo real. Além de ter oferecido aos seus clientes uma experiência a parte, a empresa ainda vai ser registrada no Guiness World Records  com o título de maior marcador de realidade do mundo com 900 m². Agora visitar stands de vendas imobiliárias certamente vai começar a ficar mais interessante.

Carreira

Apesar de mercado restrito, Sergipe também possui seus representantes no mundo dos quadrinhos e animação. Hoje podemos contar com ilustradores que além de serem reconhecidos aqui no estado, já estão construindo seu nome no mercado internacional como é o caso do ilustrador Adelson Tavares. Como em Aracaju o mercado de entretenimento envolvendo quadrinhos e games, ainda é muito inexpressivo, os profissionais do estado têm a internet como ferramenta essencial para conseguir contatos por todo o país e até fora dele construindo dessa forma suas carreiras e ganhando reconhecimento aqui no estado também. Da nossa terra grandes talentos também surgem. Agora, precisamos encontrar uma forma de reconhecê-los melhor e de proporcinar a eles um ambiente favorável ao desenvolvimento das suas cupações.

 

Lançamento do Firefox 4 promete manter o avanço do Mozilla


Na última semana foi anunciado que o Internet Explorer voltou a crescer depois de sucessivos avanços do Mozilla. O browser da Microsoft já ultrapassa 60% da preferência, mas, com o lançamento da nova versão beta do Firefox a navegação deve ficar mais leve e cada vez mais as pessoas poderão personalizar mais o seu browser (característica marcante do Firefox), com isso, o IE deve novamente sofrer uma queda. Além da velocidade, a nova versão da raposa deve corrigir várias falhas e permitir a visualização de vídeos em alta definição pelo HTML 5. Outra novidade é que o Google Chrome, a aposta da gigante da Internet, vem ganhando cada vez mais adeptos e já figura em 3º lugar na disputa dos navegadores. Se você quer testar (e deixar de usar seus add-ons), aproveite e faça o download, mas não é recomendável para quem não quer perder as atuais funcionalidades do seu browser.

Faça o download da nova versão aqui (disponível somente em inglês).

 

Google Chrome é o mais preparado para receber o HTML 5


 

A linguagem HTML convencional data de 1997, de lá para cá a Internet evolui numa velocidade nunca vista anteriormente. Mas, parece que o HTML 5 pretende sanar esse atraso na evolução da web. Ela não veio somente para substituir o Flash, o novo código permite organizar muito melhor o conteúdo de uma página. Além disso, ele permitirá que elementos feitos em javascript possam rodar sem paralisar o navegador e também possibilitará adicionar informações sobre geolocalização. Um outro fato interessante é que com essa linguagem o usuário poderá ler seus e-mails sem estar conectado (funcionalidade que, até hoje, só está disponível somente para o Gmail). Resta saber se esse novo código será acessível para todos os browsers e se ele rodará em computadores que não sejam de última geração.

Veja um infográfico (em inglês) sobre como funcionará o HTML 5.

Veja também um pouco mais sobre as novas funcionalidades.

Mouse está com seus dias contados

 

Novo projeto apresentado por um aluno do Massachussets Institute of Tecnology (MIT) propõe usar apenas a mão para controlar o cursor na tela do computador, aposentando assim o mouse tradicional. O estudante de engenharia Pranav Mistry, demonstra em seu site como o acessório pode ser substituído por movimentos da mão do usuário, com a ajuda de laser infravermelho. Segundo ele o laser cria uma camada invisível a olho nu na superfície, que ilumina as pontas dos dedos quando os movimentos são reconhecidos através de uma câmera, e o protótipo funcional custa aproximadamente US$ 20 (cerca de R$ 35) para ser produzido. Tecnologia ou exagero?

Campos conectado

Internet sem fio, em caráter de teste, já está disponível na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Os pontos de acesso são a Didática II, Biblioteca Central (BICEN), Centro de Ciências Exatas e tecnológicas (CCET) , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) e Diretório Central dos Estudantes (DCE). Para utilizar é necessário configurar o navegador para usar proxy. As informações de como configurar estão disponíveis no site de redes: http://www.rede.ufs.br.

O login pode ser feito pelos alunos utilizando o número da matrícula e o sistema do DAA, que correspondem respectivamente ao número de usúario e a senha. O intuito do projeto é que em breve possa atingir toda a Universidade. Estamos no aguardo.

*Equipe de reportagem: Morgana Brota, Eloy Vieira, Lorena Larissa

Anúncios

O audiovisual como ele é

Posted in Coluna by micheletavares on 09/07/2010

Youtube Leanback

O Youtube, terceiro site mais visitado na Internet, anunciou que possui uma novidade, o YouTube Leanback. Através dessa nova interface, o internauta pode criar uma lista com seus vídeos favoritos e pode vê-los de forma contínua, em tela cheia e alta resolução. A proposta do site é que o usuário da internet “sente-se, relaxe e se divirta”. É como se ele estivesse assistindo TV na sala de sua casa. É tanta comodidade que o internauta poderá navegar pela sua lista de vídeos utilizando apenas as teclas de navegação do teclado. Com tanta facilidade, acho que todo mundo vai se utilizar dessa novidade para fugir das programações depressivas que vão ao ar aos domingos.

Um novo cinema

Abrirá em Aracaju um novo cinema. Ele levará o nome de Sala Avenida Brasil, e, diferentemente dos outros cinemas da cidade, ele será construído na Rua 24 horas, localizada no Centro. Apesar de não haver uma data prevista para a inauguração, estima-se que a Sala comece a funcionar assim que a reforma da rua acabar. Além disso, o cinema deve possuir 130 assentos e venderá ingressos a preços acessíveis. Ele contará com equipamentos de última geração e exibirá filmes hollywoodianos e de conteúdos diferenciados. Só resta saber se o cinema contará também com seguranças para impedir a ação de marginais.

Parabéns a você

Vamos lá… desde Dogville, de Lars Von Trier, exibido há 6 anos no Cine Cult acompanho as ações do produtor Roberto Nunes, idealizador do projeto, que entendo uma fuga necessária à mediocridade empurrada ocular acima para nossas correntes nervosas. Antes dele, salvaguadando nosso olhar, Ivan Valença organizava no extinto Cine Riomar exibia numa periodicidade e horários mínguos, filmes alternativos à reinante mediocridade comercial perenemente em cartaz no cenário nacional e no sergipano. Desfilaram Kusturica, Kyeslowskys, Allens, Stone, iranianos, argentinos, brasileiros, italianos, cults, malditos e muitos outros diretores e estilos do cinema alternativo, como hoje fazem o Projeto Cine Educação, nova empreitada do Roberto, que comemorou em junho de 2010, 3 anos de atividades em parceria com a rede Cinemark. Ele catapultou o projeto para as outras 22 unidades do Cinemark espalhadas em 18 unidades pelos principais centros comerciais brasileiros. Inicialmente um, o Cine Educação hoje coordena 3 projetos: O Cine Cult, com programação semanal de filmes europeus, asiáticos, latino americanos e o cinema nacional mais autoral. A Sessão Notívagos, que une a apresentação de bandas locais e de renome nacional à exibição de filme e a Virada Cultura, que anuncia 2 títulos e um filme surpresa. Todos os 3 projetos, tem preço mais acessível em toda rede, facilitando o acesso e promovendo além da interação musical, debates entre realizadores e público. Em toda a vida cinematográfica sergipana nunca vi uma movimentação tão forte em prol do cinema feito em moldes não comerciais, dito cult por uns e cinema bem feito por outros. Aliar a música e discussão de elementos diversos, ao meu ver, ganha quem participa e toda a sociedade. http://migre.me/VxDV. Vida longa.

Curta-Se 10 ou “Parabéns a você 2”

Outro aniversariante é o Curta-Se que completa 10 anos. Rosangela Rocha organizadora do festival desde o início, que em suas primeiras edições privilegiava filmes curtas locais e aos poucos foi abrindo para participação de filmes nacionais e hoje é um festival com participação de filmes estrangeiros, ocupando por alguns dias o cinema local. O Curta-SE 10 – Festival Iberoamericano de cinema de Sergipe é promovido pelo Centro de Estudos Casa Curta-Se, fará exibições dos filmes selecionados em 4 cidades sergipanas: Estância, Laranjeiras, São Cristóvão e Aracaju. O Curta-SE 10 tem por finalidade levar ao público sergipano a produção de cinema e vídeo iberoamericana, e o intercâmbio entre os realizadores brasileiros e os países ibero-americanos, tem o apoio de empresas públicas e privadas, através de Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). Além das mostras competitivas, ocorrem mostras de cunho informativo, além de filmes infantis. Além de colocar Sergipe no mapa dos festivais nacionais do audiovisual, o Curta-Se http://migre.me/Vyyo tem influenciado e inspirado uma geração que hoje começa a trabalhar em um mercado cada vez mais carente de talentos do que de recursos.

O final desempolgante de Shrek

Foi na primeira segunda deste mês que o ogro mais famoso do cinema estreou em rede nacional o seu fim. A última saga de Shrek, intitulado “Shrek para Sempre”, chegou às telonas desempolgante, com uma história de crise de meia-idade e uma tanto quanto melancolia. Ainda sim, as passagens dos personagens Gato de Botas e Burro Falante continuam impagáveis e Fiona está mais sexy do que nunca. A obra consegue manter o estilo pop de sua trilha sonora assim como nas suas últimas três edições, no entanto, o que imperceptívelmente ela não consegue manter é o brilho e a originalidade do primeiro filme, algo, infelizmente, comum em longas que permitem tantas sequências. Então, quem espera um final de chave de ouro para a saga, não se empolge. A produção conta com tecnologia 3D e IMAX, mas em questão de magia e criatividade ela deixa muito a desejar.

Cinema sergipano indoor

No mês de Junho, a Casa Rua da Cultura, localizada na Praça Camerino, n° 210, apresentou várias sessões de curtas e longas metragens sergipanos. Todas as segundas do mês passado, inclusive a última (05/Jul.), a Casa em parceria com Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas (ABD) pôs em ação o projeto “Rua da Cultura Indoor” que se mostrou uma alternativa para os freqüentadores da “Rua da Cultura” que deixou de acontecer entre os mercados municipais por ocasião do Forró-Caju. Uma iniciativa esplêndida que uniu conveniência com oportunidade de divulgação do cinema sergipano.

* Equipe responsável: Monique Garcez, André Teixeira, Anne Samara Torres